Posts tagged ‘Eucaristia’

«Senhor, dá-nos sempre desse pão» – reflexão de São Columbano

O profeta diz: «Vós que tendes sede, ide à fonte» (Is 55,1). Trata-se da fonte dos que têm sede, e não dos que estão saciados. Ela convoca os que têm fome e sede, aos quais chama bem-aventurados (Mt 5,6); aqueles cuja sede nunca se esgota e que têm tanto mais sede quanto mais bebem dessa fonte. Devemos, pois, desejar, irmãos, a fonte da sabedoria, o Verbo de Deus nas alturas – devemos procurá-la, devemos amá-la. Nessa fonte estão escondidos, como diz o apóstolo Paulo, «todos os tesouros da sabedoria e da ciência» (Col 2,3); ela convida todos os que têm sede a virem saciar-se.

Se tens sede, vai beber à fonte da vida. Se tens fome, come o pão da vida. Felizes aqueles que têm fome desse pão e sede dessa fonte. Bebendo e comendo sem fim, continuam a desejar beber e comer; doce é esse alimento e doce essa bebida. Comemos e bebemos deles, mas continuamos a ter fome e sede; o nosso desejo está satisfeito, mas não cessamos de desejar. Foi por isso que David, o rei profeta, exclamou: «Provai e vede como o Senhor é bom» (Sl 33,9). Por isso, irmãos, sigamos aquilo a que somos chamados. A Vida, a fonte de água viva, a fonte da vida eterna, a fonte da luz e a nascente de toda a claridade convida-nos a vir e a beber (Jo 7,37). Nela encontraremos a sabedoria e a vida, a luz eterna. Nela beberemos a água viva, que brota para a vida eterna (Jo 4,14).

Fonte do texto: Evangelho Quotidiano

24 de abril de 2016 at 5:41 Deixe um comentário

Eucaristia

Eucaristia é:

Amor

Doação

Perdão

Vida
Aliança

Corpo de Cristo

Sangue de Cristo

Mistério Pascal

Presença real

Alimento

Sustento

Eternidade

Verdade

Transubstanciação

Salvação

Missa

Comunhão

 

Jane Amábile

24 de março de 2016 at 7:46 Deixe um comentário

Papa: Eucaristia não é prêmio mas força para os pecadores

2015-11-12 Rádio Vaticana

Começou nesta quinta-feira dia 12 de novembro em Mumbai o Congresso Eucarístico indiano. O Cardeal Malcolm Ranjith, arcebispo de Colombo, no Sri Lanka, é o enviado especial do Papa. Participam também os quatro cardeais indianos: Telesphore Toppo, Baselios Cleemis, George Alencherry e Oswald Gracias, além de 71 bispos e 665 delegados de toda a Índia. O Congresso termina no próximo domingo dia 15.

O Papa Francisco participa do Congresso com uma mensagem em formato vídeo. Com o tema “Nutridos pela Eucaristia para nutrir os outros”, “este Congresso é um dom de Deus não só para os cristãos da Índia, mas para toda a população deste país tão rico de diversidades culturais e espiritualidades”, diz o Papa na sua mensagem.

Passo importante da mensagem do Santo Padre é aquele em que o Papa afirma que devemos aprender que “a Eucaristia não é um prémio para os bons mas é força para os frágeis, para os pecadores. E o perdão é o viático que nos ajuda a andar e caminhar.”

O Papa Francisco refere ainda que “os seres humanos de todo o mundo precisam hoje de nutrimento para saciar também fomes como a de amor, de imortalidade, de afeto, atenção, perdão e misericórdia, que podem ser satisfeitas somente com o Pão que vem do alto”.

O Santo Padre explica assim que a Eucaristia não se encerra com a comunhão do corpo e do sangue, mas nos conduz à solidariedade com os outros, afirmando que “quem é saciado e nutrido por Cristo não pode ficar indiferente quando vê os seus irmãos e irmãs sofrerem na indigência e na fome. São chamados a levar a alegria do Evangelho àqueles que ainda não a receberam; e reforçados pelo Pão Vivo, serem portadores de esperança àqueles que vivem nas trevas e no desespero”.

O Papa encerra a mensagem fazendo votos de que o Congresso Eucarístico seja ocasião para a união de todos no amor.

(RS/CM)

12 de novembro de 2015 at 16:03 Deixe um comentário

Jesus dá-Se completamente no seu corpo e seu sangue – reflexão de São Tomás de Aquino

Os dons imensos com que o Senhor cumulou o povo cristão elevam-no a uma inestimável dignidade. Não há, e nunca houve, com efeito, nação alguma cujos deuses estivessem tão próximos de nós como o está o nosso Deus (cf Dt 4,7). O Filho unigénito de Deus, no propósito de nos tornar participantes da sua divindade, assumiu a nossa natureza e fez-Se homem para divinizar os homens. Tudo o que tomou de nós, pô-lo ao serviço da nossa salvação. Porque, para nossa reconciliação, Ele ofereceu o seu corpo a Deus Pai no altar da cruz; e verteu o seu sangue como penhor para nos resgatar da condição de escravos e nos purificar de todos os pecados pelo banho da regeneração.

Para que permaneça junto de nós a contínua lembrança de tão grande dom, deixou aos crentes o seu corpo como alimento e o seu sangue como bebida, nas espécies do pão e do vinho. Ó admirável e precioso festim que nos dá a salvação e tem a doçura em plenitude! Que poderíamos encontrar de mais precioso que esta refeição, onde o que nos é oferecido não é carne de vitelo nem de cabrito, mas Cristo, o verdadeiro Deus?

Fonte do texto: Evangelho Quotidiano

8 de novembro de 2015 at 5:25 Deixe um comentário

Eucaristia – P\colorir

Fonte: Blog “Artes da Lívia”

23 de outubro de 2015 at 5:23 Deixe um comentário

Somos santificados pela participação no Corpo e Sangue do Senhor

Do Tratado de São Fulgêncio de Ruspas, bispo, «Contra Fabião»
(Cap. 28, 16-19: CCL 91 A, 813-814) (Sec. VI)

Quando oferecemos o nosso sacrifício, cumprimos o que o nosso Salvador nos mandou fazer, segundo o testemunho do Apóstolo: O Senhor Jesus, na noite em que ia ser entregue, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e disse: Isto é o meu Corpo, entregue por vós; fazei isto em memória de Mim. De igual modo, no fim da ceia tomou o cálice e disse: Este cálice é a nova aliança no meu Sangue; todas as vezes que o beberdes, fazei-o em memória de Mim. Com efeito, todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciareis a morte do Senhor, até que Ele venha.

Portanto, o sacrifício oferece-se para anunciar a morte do Senhor e celebrar o memorial d’Aquele que deu a sua vida por nós. Ele mesmo diz: Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos seus amigos. Cristo morreu por nosso amor; e é por isso que, ao celebrarmos no sacrifício o memorial da sua morte, invocamos a vinda do Espírito Santo para que derrame sobre nós o dom do amor. Com esta oração pedimos ardentemente aquele mesmo amor que levou Cristo a morrer crucificado, a fim de que, pela graça do Espírito Santo, também nós possamos ser crucificados para o mundo e o mundo para nós.

Fonte: Vaticano

22 de outubro de 2015 at 5:28 Deixe um comentário

Eucaristia

santo anjo da guarda de portugal desenho

9 de setembro de 2015 at 14:24 Deixe um comentário

Posts antigos


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 155 outros seguidores

Categorias


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 155 outros seguidores