Archive for agosto, 2017

7º Dia da Quaresma de São Miguel Arcanjo

22 de agosto de 2017 at 9:30 Deixe um comentário

Nossa Senhora Rainha – 22 de agosto

A festa de hoje foi instituída por Pio XII, em 1955. Antecedida pela festa da Assunção de Nossa Senhora, celebramos hoje aquela que é a Mãe de Jesus, Cabeça da Igreja, e nossa Mãe.
Pio XII assim fala de Nossa Senhora Rainha: “Procurem, pois, acercar-se agora com maior confiança do que antes, todos quantos recorrem ao trono de graça e de misericórdia da Rainha e Mãe Nossa, para implorar auxílio nas adversidades, luz nas trevas, conforto na dor e no pranto … Há, em muitos países da terra, pessoas injustamente perseguidas por causa da sua profissão cristã, e privadas dos direitos humanos e divinos da liberdade … A estes filhos atormentados e inocentes, volva os seus olhos misericordiosos, cuja luz serena as tempestades e dissipa as nuvens, a poderosa Senhora das coisas e dos tempos, que sabe aplacar as violências com o seu pé virginal; e à todos conceda que em breve possam gozar da merecida liberdade … Todo aquele, pois, que honra a Senhora dos celestes e dos mortais, invoque-a como Rainha sempre presente, Medianeira de paz”.

cf.www.ecclesia.pt

22 de agosto de 2017 at 5:49 Deixe um comentário

Frases sobre Nossa Senhora

1-São Pio de Pietrelcina: “Sejamos imensamente gratos a Nossa Senhora, porque foi ela que nos deu Jesus”.

2-Papa Francisco: “A Virgem Maria ensina-nos o que significa viver no Espírito Santo e o que significa acolher a novidade de Deus na nossa vida”.

3-São Luis Maria Grignion de Monfort: “Por meio de Maria começou a salvação do mundo e é por Maria que deve ser consumada”.

4-São Bernardo: “Maria foi dada ao mundo como um canal de misericórdia, para que através dele descessem continuamente as graças do céu aos homens”.

5-Livro”Imitação de Maria”:  “A Mãe de Deus não é um adereço, mas elemento fundamental para todos que desejam seguir Jesus”.

6-Monsenhor Jonas Abib:  “Busquemos a presença da Santa Mãe de Deus em nossas vidas.”

7-São Luis Maria Grignion de Monfort: “Deus quer, portanto, nesses últimos tempos, revelar-nos e manifestar Maria, a obra-prima de suas mãos”.

8-Santo Afonso Maria de Ligório: “Mãe dulcíssima, por amor desse Filho sacrificado, ajudai-me sempre, e não me abandoneis”.

9-São Pio de Pietrelcina: “Como a Virgem, apoia-te na cruz de Jesus e não ficarás sem consolação”.

10-Monsenhor Jonas Abib: “O coração de Nossa Senhora triunfou quando viu Jesus no Calvário e também quando Ele Ressuscitou.”

11-Papa Francisco: “A Igreja, quando busca Cristo, bate sempre à casa da Mãe e pede: ‘Mostrai-nos Jesus’ de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado”.

12-Livro”Imitação de Maria”: “Com Maria, aprendemos a orar em todas as circunstâncias”.

13-São Pio de Pietrelcina: “Sejamos caridosos com todos e a Santíssima Virgem será o nosso auxílio”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

22 de agosto de 2017 at 5:13 Deixe um comentário

Assista a “6º Dia da Quaresma de São Miguel Arcanjo” no YouTube

21 de agosto de 2017 at 20:01 Deixe um comentário

Os títulos dogmáticos da Virgem Maria

Os títulos de Nossa Senhora, que tem sua origem nos dogmas marianos, são os menos numerosos. São apenas quatro. No entanto, não são menos importantes. Ao contrário, são particularmente importantes para a nossa fé. Esses dogmas foram proclamados justamente para firmar as bases da nossa fé.

O primeiro dos dogmas marianos é o da maternidade divina, proclamado solenemente pelo Terceiro Concílio Ecumênico, realizado em Éfeso, em 431, no qual a Virgem Maria é proclamada de Mãe de Deus. Num momento no qual muitos hereges negavam a divindade de Jesus, era necessário que a Igreja confirmasse a doutrina de que a Virgem Maria é verdadeiramente Mãe do Verbo de Deus encarnado, da segunda pessoa da Santíssima Trindade, e não apenas da humanidade de Jesus Cristo.

O segundo dogma é o da Virgindade Perpétua de Maria, que afirma a sua virgindade antes, durante e depois do parto. Essa doutrina, que já era dogma de fé, foi reafirmada solenemente no Concílio de Trento, no ano de 1555. No entanto, esses ensinamentos já faziam parte da doutrina dos Padres da Igreja, como São Justino, o Mártir e Orígenes.

O terceiro é o dogma da Imaculada Conceição de Maria, que define como fé da Igreja Católica a concepção de Nossa Senhora sem a mancha do pecado original. O dogma da Imaculada Conceição foi definido pelo Beato Papa Pio IX, na Bula Ineffabilis Deus, no dia 8 de Dezembro de 1854.

Finalmente, o quarto é o dogma da Assunção de Maria. Esse dogma significa que devemos crer com fé católica que a Virgem Maria, ao fim de sua vida terrena, foi elevada de corpo e alma à glória dos Céus. Essa doutrina foi definida dogmaticamente pelo Papa Pio XII, através da Constituição Apostólica Munificentissimus Deus, no dia 1º de novembro de 1950.

Fonte: Com. Canção Nova

21 de agosto de 2017 at 5:43 Deixe um comentário

Vigésimo Primeiro Domingo do Tempo Comum – Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo – São Mateus 16, 13 – 20 – Dia 27 de agosto de 2017

Resultado de imagem para imagem de cesareia de filipe hoje onde pedro faz a profissão de fé - na canção nova

“13.Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, quem é o Filho do Homem? 14.Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas. 15.Disse-lhes Jesus: E vós quem dizeis que eu sou? 16.Simão Pedro respondeu: Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo! 17.Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus. 18.E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. 19.Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. 20.Depois, ordenou aos seus discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Cristo.”

“Neste domingo, somos questionados sobre quem é Jesus para nós. A resposta de Pedro é fundamental e compromete a comunidade com o reino de Deus. Mas o Mestre quer ouvir também nossa resposta pessoal, que nos leve a agir em conformidade com aquilo que professamos. Celebremos em comunhão com os vocacionados aos ministérios e serviços diversos na comunidade, especialmente com os catequistas”. (Liturgia Diária)

“A todos os apóstolos o Senhor pergunta qual a opinião que os homens têm a seu respeito; e a resposta de todos revela de modo unânime as hesitações da ignorância humana. Mas, quando procura saber o pensamento dos discípulos, o primeiro a reconhecer o Senhor é o primeiro na dignidade apostólica. Tendo ele dito: Tu és Cristo, o Filho do Deus vivo, Jesus lhe respondeu: Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu (Mt 16,16-17). Quer dizer, és feliz, porque o meu Pai te ensinou, e a opinião humana não te iludiu, mas a inspiração do céu te instruiu; não foi um ser humano que me revelou a ti, mas sim aquele de quem sou o Filho unigênito”. (São Leão Magno)

“Falar sobre o que os outros dizem sobre Jesus era tão fácil que todos levantaram para se pronunciarem. Só que, o que Jesus queria mesmo era ouvir os discípulos, a resposta deles. Sobre o que eles pensavam do mestre. Até porque Ele não estava interessado em saber o que o povo dizia. Ele já o sabia. Ele quer sim saber se no coração de seus discípulos já se delineara a certeza de sua essência. E então redireciona a pergunta: Mas vós, quem dizeis que eu sou? Ante esta terrível pergunta, Pedro cheio do Espírito Santo, logo se apresenta para afirmar: Tu és o Cristo. Em Mateus aparece a profissão de fé mais contundente: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. (Com. Canção Nova)

São Pedro, o Primeiro Papa

“Por isso, foi dito a São Pedro: Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que desligares na terra, será desligado nos céus (Mt 16,19). Na verdade, o direito de exercer esse poder passou também para os outros apóstolos, e o dispositivo desse decreto atingiu todos os príncipes da Igreja. Mas não é sem razão que é confiado a um só o que é comunicado a todos. O poder é dado a Pedro de modo singular, porque a sua dignidade é superior à de todos os que governam a Igreja”. (São Leão Magno)

“Ó Pedro, pastor piedoso, desfaze o grilhão dos réus: com tua palavra podes abrir e fechar os céus. Ó Paulo, mestre dos povos, ensina-nos teu amor: correr em busca do prêmio, chegar ao Cristo Senhor. A vós, ó Trindade, glória, poder e louvor também; que sois eterna unidade nos séculos, sempre. Amém”. (Liturgia das Horas)

Conclusão:

“Em Cesareia de Filipe predomina o poder imperial de Roma. Mas, nesse lugar são afirmados os planos de Deus para Jesus e seus discípulos. O povo pensa que Jesus é um dos profetas da antiga Aliança. E seus discípulos, o que pensam sobre Ele? Pedro, o líder dos discípulos, responde corretamente: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Jesus é a presença de Deus entre nós. É Jesus, não o imperador, quem manifesta os planos de Deus. A resposta de Pedro é acolhida por Jesus com uma bênção: “Bem-aventurado és tu, Simão…”. Além do elogio, Pedro ganha também uma grande responsabilidade: deverá liderar a comunidade de Jesus (“a minha Igreja”). Jesus dá a Pedro o poder de distinguir e apontar quem de fato pertence à comunidade comprometida com a justiça e quem se afasta, para se pôr do lado da injustiça”. (Dia a Dia – Ed. Paulus)

Oração:

“Gloriosíssimo São Pedro, creio que vós sois o fundamento da Igreja, o pastor universal de todos os fiéis, o depositário das chaves do céu, o verdadeiro vigário de Jesus Cristo; e eu me glorio de ser vossa ovelha, vosso súdito e filho. Uma graça vos peço com toda a minha alma; guardai-me sempre unido a vós e fazei que antes me seja arrancado do peito o coração do que o amor e plena submissão que vos devo nos vossos sucessores, os Pontífices Romanos. Viva e morra como filho vosso e filho da Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana. Amém!”(Com. Canção Nova)

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

21 de agosto de 2017 at 5:16 Deixe um comentário

Papa Francisco no Twitter

20/08/2017
Nós sempre precisamos redescobrir o amor e a misericórdia do Senhor para desenvolver a familiaridade com Deus.
17/08/2017
Nada impeça você de viver e crescer na amizade do Pai Celestial, e de testemunhar a todos a Sua infinita bondade e misericórdia.
15/08/2017
A Assunção de Maria refere-se ao nosso futuro: faz-nos olhar para o céu, anuncia os céus novos e a nova terra, com a vitória de Cristo.
14/08/2017
O caminho de confiar no Senhor começa todos os dias, desde a manhã.
13/08/2017
Em Maria vemos que a humildade não é uma virtude dos fracos, mas dos fortes que não maltratam os outros para se sentirem importantes.
12/08/2017
Queridos jovens, vocês são a esperança da Igreja. Como vocês sonham o seu futuro?

20 de agosto de 2017 at 5:59 Deixe um comentário

Posts antigos


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 202 outros seguidores

Categorias