Archive for maio, 2019

A Visitação de Nossa Senhora

Visitação de Maria.jpg

Segundo a tradição, a origem do mês de Maio como mês de Maria, remonta ao século XIII. No encerramento deste mês, no dia 31, a Igreja celebra a festa da Visitação de Maria à sua prima Isabel, enquanto que a devoção popular cristã contempla este acontecimento no segundo mistério gozozo do santo terço.

A narrativa da Visitação apresenta-se como consequência do Pentecostes de Maria, quando na Anunciação, o Anjo Gabriel, revela que o Espírito Santo desceria sobre ela com seu poder. Animada pelo Espírito, a Virgem se põe a caminho e, com solicitude vai até a casa de sua prima Isabel para ajudá-la em suas necessidades, pois esta era de idade avançada.

A visita de Maria não foi apenas um gesto de cortesia. Fecundada pelo Espírito Santo, Maria pôs-se a caminho para transmitir o mistério santificador da Palavra que, misteriosamente, se fez carne. Ela sentiu-se movida pelo desejo de comunicar à sua prima a alegria que sentia pelo prodígio nela operado pelo Senhor. Esta alegria é cantada no Magnificat: “o meu espírito se alegra em Deus”.

Na sua mensagem de encerramento do mês mariano em 2013, o Papa Francisco sintetizou o comportamento de Maria no episódio da Visitação em três palavras: escuta, decisão e ação.

Escuta: Maria está atenta a Deus, escuta a Deus, mas Maria escuta também os fatos, lê os acontecimentos de sua vida. Está atenta a realidade concreta e não fica na superfície, mas vai ao profundo para acolher o significado. A parente Isabel, que já é idosa, espera um filho. Esse é o fato. Mas Maria está atenta ao significado, sabe acolhê-lo: “Nada é impossível a Deus” (Lc1,37).

Decisão: Maria não vive da pressa, da ânsia, mas como destaca São Lucas “meditava todas essas coisas no seu coração” (Lc2,19). Também no momento decisivo da anunciação do Anjo ela também pergunta “como acontecerá isso?”, mas não se detém nem mesmo no momento da reflexão, dá um passo a mais: decide. Ela não vive da pressa, mas apenas quando é necessário vai rapidamente.

Ação: “Maria pôs-se em viagem e foi depressa”. A ação de Maria é uma consequência de sua obediência às palavras do Anjo. Ela vai até Isabel para ser-lhe útil. Esta sua saída de casa, de si mesma, por amor, carrega o que tem de mais precioso: Jesus. Ela carrega seu Filho.

o mistério da Visitação lembra a todos que o “levar Cristo” é uma atitude “mariana”.

Portanto, o mistério da Visitação lembra a todos que o “levar Cristo” é uma atitude “mariana”. Por esta razão a Igreja mantém os olhos fixos na Virgem Mãe: grávida do Pão eucarístico, ela torna perpétuo entre os homens o caminho missionário daquela que, como Arca da Aliança e Tabernáculo vivo de Deus que se fez carne, trazia em si Aquele que visitou e redimiu o seu povo: “Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”.

 

Acacio Vieira de Carvalho

Escola Bíblica “São João Paulo II”

Anúncios

31 de maio de 2019 at 5:54 Deixe um comentário

Vatican News com o Papa Francisco na viagem à Romênia

Papa quer encontrar plenamente "a riqueza étnica, cultural e religiosa da Romênia", muitas vezes chamada "Jardim da Mãe de Deus".

Papa quer encontrar plenamente “a riqueza étnica, cultural e religiosa da Romênia”, muitas vezes chamada “Jardim da Mãe de Deus”.

A 30ª Viagem Apostólica do Pontificado de Francisco tem início no dia em que a Igreja celebra a festa da Visitação da Bem-Aventurada Virgem Maria. O logotipo da visita retrata Nossa Senhora e o povo de Deus que caminha sob sua proteção. Outra peculiaridade será sua característica ecumênica, visto o país ter 86% de ortodoxos.

Cidade do Vaticano

Romênia, destino da próxima Viagem Apostólica do Papa Francisco, a 30ª de seu Pontificado, que terá por lema “Caminhemos juntos”. O Vatican News acompanhará o Pontífice em mais esta  missão. Os horários das transmissões, com comentários em português, são os seguintes: (o horário refere-se à hora italiana: +5 em relação ao Brasil, + 1 em relação à Portugal, -7 em relação ao Timor Leste)

Sexta-feira, 31 de maio – Bucareste

11h55 às 12h30  – Encontro com as Autoridades, Sociedade Civil e Corpo Diplomático no Palácio Presidencial “Cotroceni” – Sala Unirii

15h10 às 15h45  – Encontro com o Sínodo permanente da Igreja Ortodoxa Romena na sede do Patriarcado

15h55 às 16h45 –  Oração do Pai Nosso na nova Catedral ortodoxa

17h05 às 18h30 – Santa Missa na Catedral de São José

Sábado, 1º de junho – Bacău e Iași

10h25 às 12h15 –  Santa Missa no Santuário de Șumuleu Ciuc, em Bacău

16h40 às 17h45 – Encontro mariano com a juventude e com as famílias no Palácio da Cultura em Iași

Domingo, 2 de junho – Blaj

9h55 às 12h10 – Divina Liturgia e Regina Coeli em Blaj

14h40 às 15h20 – Encontro com a comunidade Rom no Bairro Barbu Lăutaru

31 de maio de 2019 at 5:37 Deixe um comentário

Papa Francisco no Twitter

Na vida existem cruzes, existem momentos difíceis. Mas nestes momentos difíceis se sente que o Espírito Santo nos ajuda a seguir em frente e a superar as dificuldades.

Também hoje há tantos cristãos assassinados e perseguidos por amor a Cristo. Dão a vida no silêncio, porque o seu martírio não faz notícia, mas hoje há mais mártires cristãos do que nos primeiros séculos.

Aos olhos de Deus, é preciosa a misericórdia por aqueles que só podem receber sem dar nada em troca.
Maria é uma mulher que caminha com delicadeza e ternura de mãe, desata todos os nós dos muitos problemas que podemos gerar e nos ensina a estar de pé no meio das tempestades.

Rezemos pelos católicos na China. Que a Virgem de Sheshan os ajude a testemunhar a fé, em comunhão com a Igreja universal, e a perseverar na unidade não obstante as feridas e provações, confiantes na esperança que não desilude.

Deus não habita na grandeza daquilo que fazemos, mas na pequenez dos pobres que encontramos.

Cada criatura tem uma função, nenhuma é supérflua. Todo o universo é uma linguagem do amor de Deus, do seu afeto infinito por nós: terra, água, montanhas, tudo é carícia de Deus.

30 de maio de 2019 at 5:37 Deixe um comentário

Papa aos jovens: tornar a nossa Casa comum mais bonita e habitável

Papa Francisco no encontro com os jovens no Circo Massimo, em Roma

Papa Francisco no encontro com os jovens no Circo Massimo, em Roma  (Vatican Media)

“Que os rejeitados, especialmente entre os jovens como vocês, encontrem em seu coração, livre e aberto, um porto acolhedor”, ressalta Francisco na mensagem aos jovens italianos.

Cidade do Vaticano

O Papa Francisco enviou uma mensagem, nesta quarta-feira (22/05), ao presidente do Conselho de Estado da Itália, Filippo Patroni Griffi, por ocasião do Dia da Legalidade, celebrado na segunda-feira, 21.

No texto, Francisco se dirige jovens e os encoraja a tornar nossas cidades mais bonitas e habitáveis.

“Que a indiferença que destrói as relações possa ser vencida pela sua capacidade de proximidade, sobretudo em relação aos que passam necessidade. Diante do desprezo e do cinismo até mesmo  verbal que humilha os que já são duramente provados pela vida, as pessoas encontrem em vocês generosidade e capacidade de ternura. Que os rejeitados, especialmente entre os jovens como vocês, encontrem em seu coração, livre e aberto, um porto acolhedor. É isso que o Evangelho de Jesus pede. Como escrevi na recente Exortação Apostólica (Christus vivit), endereçada a vocês: “O que ele toca se torna jovem, se torna novo, enche de vida.”

Francisco convida os jovens a “se sentirem motivados a percorrer caminhos de acolhimento e legalidade da justiça, princípios fundamentais da Constituição italiana que inspiraram estilos de vida compartilhados e apreciados por muitos”.

“Continuem sonhando e façam tudo o que for possível para tornar a nossa Casa comum mais bonita e habitável”, conclui o Papa.

30 de maio de 2019 at 5:31 Deixe um comentário

Papa: a ternura é patrimônio da mulher

Papa Francisco

Papa Francisco

Trecho da entrevista de Valentina Alazraki da emissora mexicana Televisa ao Papa Francisco. O Papa fala de feminicídio, das mulheres escravas, e do amor…

Cidade do Vaticano

Publicamos alguns trechos da entrevista do Papa Francisco à jornalista Valentina Alazraki da emissora mexicana Televisa.

Papa Francisco, falando de violência, há um tema sobre o qual fala-se muito, que é a violência contra as mulheres, os feminicídios. Tenho esta correntinha que me foi dada por uma mulher que teve seu marido assassinado na sua frente, ela estava grávida. E esta é uma blusa que me pediram para lhe entregar. É de uma mulher que foi morta diante de seu filho… Um caso contrário. E pediram para lhe entregar para que o senhor pense em todas as mulheres vítimas da violência, no México e no mundo… Ela chamava-se Rocío…

Papa FranciscoRocío… aqui há uma vida de sofrimento, uma história que termina com violência, injustiça e dor…

Fala-se de estatísticas, porém esta chama-se Rocío, ou se chama Grecia, ou Miroslava, enfim são nomes… São nomes, pessoas em carne e osso. Não se entende porque está nascendo esta violência de gênero contra a mulher todos os dias na Itália, na Espanha, no mundo inteiro. No México… não são estatísticas, são mulheres. Na sua opinião, por que há este ódio contra as mulheres que leva a tantos feminicídios…

Papa FranciscoHoje eu não saberia dar uma resposta sociológica. Todavia, ousaria dizer que a mulher ainda está em segundo lugar… em segundo lugar. Em uma viagem aérea contei-lhes como começaram as jóias das mulheres. Recordam? Bom… desde a época pré-histórica se é verdade ou não, veremos… a mulher está ali. Isso está no imaginário coletivo. Caso a mulher obtenha um cargo importante, com grande influência, então ficamos sabendo de casos de mulheres fantásticas. Porém no imaginário coletivo diz-se: olha, é mulher e conseguiu! Conseguiu ganhar o prêmio Nobel! Inacreditável. Vê-se o gênio literário que se expressa nestas coisas. E a mulher em segundo lugar. E do segundo lugar passar a objeto de escravidão não precisa muito. É suficiente caminhar pela Estação ferroviária Termini, pelas ruas de Roma para ver. E são mulheres na Europa, na culta Roma. São mulheres escravas. Porque é isso o que são. Porém passar dessa situação para matá-las… Quando visitei um centro de recuperação para jovens no Ano da Misericórdia, tinha uma jovem com a orelha arrancada, porque não tinha levado dinheiro suficiente ao seu patrão. Essas pessoas controlam os clientes de modo especial, então se a moça não faz o seu dever é espancada ou é punida como aconteceu com aquela jovem. Mulheres escravas. Li há pouco o livro de Nadia Murad, “Eu serei a última”,  deu-me de presente quando veio aqui em Roma. Aconselho a quem não leu. Ali está concentrado, mesmo sendo em uma cultura especial, tudo o que o mundo pensa das mulheres. Um mundo sem mulheres não funciona. Não porque é a mulher que tem os filhos, deixemos de lado a procriação. Uma casa sem uma mulher não funciona. Há uma palavra que está para sair do dicionário, porque causa medo em todos: a ternura. É patrimônio da mulher. Porém, daqui ao feminicídio, à escravidão, o passo é breve. Qual é o motivo do ódio, não saberia explicar. Talvez algum antropólogo poderá explicar melhor. E como se cria este ódio, matar mulheres é uma aventura? Não sei explicar. Mas é evidente que a mulher continua em segundo plano e a expressão de surpresa quando uma mulher tem sucesso indica isso muito bem.

Na América Latina o senhor conheceu bem essas realidades. Agora estou escrevendo um livro que terá como título “Grécia e as outras”, que fala justamente das mulheres vítimas, de um modo ou de outro, de violências. Impressionou-me a coragem das mulheres mexicanas e latino-americanas. Fazem tudo sozinhas. São mães, muitas vezes mães-avós, cuidando dos netos, responsáveis em todos os sentidos da família, porque os maridos, ou foram mortos ou são alcoólatras ou têm problemas. São mulheres heroínas…

Papa FranciscoVeja bem, a mulher sempre tende a esconder a fraqueza, a salvar a vida. Há uma imagem que ficou particularmente marcada em mim: a fila de mães ou de mulheres que vejo sempre, quando chego em um cárcere, esperando para entrar e visitar os filhos, ou o marido encarcerado. E todas as humilhações que devem suportar para conseguir fazer isso. Ficam nas ruas. Passam os ônibus, as pessoas ficam olhando para elas. Mas elas não se importam com isso. Pensam, o meu amor está ali dentro.

Têm uma grande coragem.

Papa FranciscoFantásticas. Fantásticas e guerreiras. Recorda-me sempre o caso do Uruguai na Grande guerra civil. Foram as mulheres mais gloriosas da América, porque depois daquela guerra tão injusta, defenderam a pátria, a cultura, a fé e a língua. Sem se prostituir e continuando a procriar. Fantástico!

29 de maio de 2019 at 5:45 Deixe um comentário

Salve Rainha – para os irmãos de língua italiana

Salve Regina

Vat.gr.1162  (© Biblioteca Apostolica Vaticana)

Salve, Regina,
madre di misericordia,
vita, dolcezza e speranza nostra, salve.
A te ricorriamo,
esuli figli di Eva;
a te sospiriamo, gementi e
piangenti in questa valle di lacrime.
Orsù dunque, avvocata nostra,
rivolgi a noi gli occhi
tuoi misericordiosi.
E mostraci, dopo questo esilio, Gesù,
il frutto benedetto del tuo Seno.
O clemente, o pia,
o dolce Vergine Maria!

29 de maio de 2019 at 5:35 Deixe um comentário

Oração a Nossa Senhora

Nossa Senhora Mãe de Jesus, rogai por nós pecadores!
Nossa Senhora Mãe de Jesus, velai por por todos os seus filhos!
Nossa Senhora, Mãe de Jesus, intercedei pela paz no mundo!
Nossa Senhora Mãe de Jesus, auxiliai-nos em nossas aflições!
Nossa Senhora Mãe de Jesus, socorrei-nos sem demora!
Amém.

28 de maio de 2019 at 10:30 Deixe um comentário

Posts antigos


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 303 outros seguidores

Categorias