Posts filed under ‘Maria Santíssima’

Oração a Santa Maria, Mãe de Deus – de São Germano

“Ó minha Senhora, sois a única consolação que de Deus recebo, sois o celeste orvalho que refrigera minhas mágoas; sois a luz de minha alma, quando está imersa em trevas; meu guia em minha peregrinação; minha fortaleza em minhas fragilidades; meu tesouro em minha pobreza; meu remédio às minhas chagas; minha consolação em minhas lágrimas; vós que sois meu refúgio em minhas misérias, e a esperança de minha salvação. Ouvi minhas súplicas, e tende piedade de mim, como convém à Mãe de Deus que tem tanto amor aos homens. Concedei-me tudo o que vos peço, ó vós que sois nossa defesa e nossa alegria. Tornai-me digno de fruir convosco aquela grande felicidade que gozais no céu. Sim, minha Senhora, meu refúgio, minha vida, meu auxílio, minha defesa, minha fortaleza, minha alegria, minha esperança, Mãe de Deus, e que, portanto, bem me podeis obter essa graça, se quiserdes. Ó Maria, sois onipotente para salvar os pecadores: nenhuma recomendação vos é precisa, porque sois a Mãe da verdadeira vida”.

Anúncios

1 de janeiro de 2019 at 5:49 Deixe um comentário

Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós!

Resultado de imagem para nossa senhora de guadalupe - dia

12 de dezembro de 2018 at 5:39 Deixe um comentário

Nossa Senhora das Graças, rogai por nós!

27 de novembro de 2018 at 15:35 Deixe um comentário

Apresentação de Nossa Senhora

Resultado de imagem para apresentação de nossa senhora

Com base numa antiquíssima tradição, preservada por escrito no protoevangelho de Tiago (escrito por volta do ano 150 d.C.), a Igreja convida todos os seus filhos a celebrar hoje a apresentação da Bem-aventurada Virgem Maria. Feliz fruto da esterilidade de São Joaquim e Santa Ana, avós de Nosso Senhor, Maria Santíssima foi consagrada ao serviço a Deus no Templo de Jerusalém ainda menina, por volta dos três anos de idade. Entregue inteiramente ao Senhor, nossa querida Mãe do Céu permaneceu ligada ao Templo até os doze anos, pouco mais ou menos, quando foi desposada por São José e visitada pelo Arcanjo Gabriel. Foi aliás neste período que, segundo a tradição, Maria teve sua primeira ovulação, da qual veio a nascer Jesus Cristo, seu verdadeiro primogênito.

Como quer que seja, a memória da apresentação desta Mãe admirável nos deve imprimir no coração a integridade dessa entrega a Deus. Maria, com coração indiviso, se consagra ao Senhor, devolve-lhe tudo o que dele mesmo recebera: sua vida, sua pureza, sua virgindade nunca tocada, jamais profanada. Fazendo-se, pois, por uma graça especialíssima do alto, a escrava predileta do Pai, Maria Santíssima mereceu apresentar ao mundo o próprio Filho de Deus; fazendo-se a menor das mulheres, mereceu ser coroada Rainha dos Anjos, dos Profetas, dos Apóstolos; negando-se a si mesma, rejeitando qualquer projeto pessoal, mereceu tornar-se a Porta do Céu para todas as gerações futuras. Rezemos hoje de modo especial a essa nossa Mãe querida: que ela, apresentada a Deus desde pequenina, se digne socorrer-nos na hora da morte e, por meio de suas súplicas onipotentes, apresentar-nos no templo eterno do Senhor.

Autor: Padre Paulo Ricardo

21 de novembro de 2018 at 5:41 Deixe um comentário

Nossa Senhora da Ternura ou Nossa Senhora do Doce Beijo

Shutterstock

Nossa Senhora da Ternura ou Nossa Senhora do Doce Beijo. Trata-se de um ícone da escola cretense do século XVII. A Virgem da Ternura era um tipo de ícone que tinha uma popularidade especial nos Bálcãs, nas regiões gregas e italo-bizantinas.

Salta aos olhos as expressões de carícias dos dois rostos. Sensibiliza-nos, especialmente, a disposição das mãos: a do Menino Jesus está apoiada num confiante abandono sobre a mão direita da Mãe, enquanto que com a sua mão esquerda Ela o segura e ao mesmo tempo parece acariciá-lo. O vermelho é delicado e muito claro com relação aos demais ícones: a escola cretense acolhia elementos derivados da pintura retratística ocidental.

Shutterstock
Shutterstock

As vestes – feitio, coloridos, pregas – são as tradicionais: o ‘mafórion’ da Santíssima Virgem cereja-escuro sobre a veste azulada com mangas bordas. Jesus se veste como adulto e tem os pezinhos descalços, a mãozinha direita, apoiada sobre o joelho, aperta o rolo da Escritura, os traços do rosto mostram ser verdadeiro menino.

A auréola em torno da cabeça da Mãe de Deus delimita uma parte do fundo dourado escuro e vem tipicamente trabalhada sobre o fundo preparado com gesso antes da pintura (sempre necessário para ser verdadeiro ícone), foram incisos pequenos buraquinhos redondos ligados ao desenho, os quais depois da douração de fundo mantêm um efeito visível.

Este ícone da Virgem da Ternura mede 49×64 cm e pertence ao Pontifício Colégio Grego de Roma.

Que Nossa Senhora, a Mãe da Ternura, o único ser que ‘abraça Aquele que todo o Universo não pode conter’ (Santo Éfrem), desperte em nossos corações sentimentos de bondade e ternura para com todos! Amém.

Fonte: Irmã Maria Donadeo, em ‘Ícones da Mãe de Deus’, Ed. Paulinas, 1997, pp. 144-147.

Os Ícones

Os ícones participam na beleza da oração. Eles são como janelas que se abrem às realidades do Reino de Deus e as tornam presentes na nossa oração sobre a terra. Eles são um apelo à nossa própria transfiguração.

Apesar de o ícone ser uma imagem, não é uma ilustração pura nem decoração. É sinal da encarnação, é presença que oferece aos olhos a mensagem espiritual que a Palavra dirige aos ouvidos. O fundamento dos ícones é, segundo São João Damasceno (século VIII), a vinda de Cristo à terra. A salvação está ligada à encarnação do Verbo divino, por consequência, à matéria: «Deus, que não tem corpo nem figura, não podia outrora, de maneira nenhuma, ser representado por qualquer imagem. Mas agora, que Deus permitiu ser visto em carne e viver no meio dos homens, eu posso fazer uma imagem daquilo que vi de Deus.  Eu não adoro a matéria, mas sim o criador da matéria, que se tornou matéria por minha causa, que quis habitar a matéria e que, através da matéria, me deu a salvação.»

Pela fé que transmite, pela sua beleza e profundidade, o ícone pode abrir um espaço de paz, reavivar uma espera. Ele convida a acolher o mistério da salvação na nossa humanidade e em toda a criação.

ORAÇÃO

Ó Virgem gloriosa e bendita, Mãe da Ternura!
Renova em nossos corações a constante vontade de seguir teu Divino Filho.
Por tua intercessão permite-nos sentir a presença de Deus em nossas vidas.
Torna-nos observadores atentos a todos os cenários com os quais nos deparamos,
em todas as coisas, em todas as pessoas.
Dá-nos a graça de sentir a presença de Deus na simplicidade, incessantemente,
na abrangência de tudo e livra-nos da presença do inimigo e das suas tentações.
Que Deus reine em nossos corações
e que sua Divina presença seja constantemente sentida por nós em nossas vidas.
Amém.

Fonte: Site do Santuário Nacional de Aparecida

8 de novembro de 2018 at 5:42 Deixe um comentário

Papa aos brasileiros: “Busquem Nossa Senhora Aparecida em seus corações”

aparecidaA.jpg

“Que cada um de vocês a encontre em seu coração, assim como os pescadores a encontraram no rio. Busquem nas águas de seus corações e a encontrarão, porque Ela é mãe”, disse o Papa ao povo brasileiro.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Por ocasião da Festa de Nossa Senhora Aparecida, o Bispo de Imperatriz (MA), Dom Vilsom Basso, e Lucas Galhardo, da Pastoral Juvenil da CNBB, gravaram com o Papa Francisco uma mensagem para o povo brasileiro, em meio aos trabalhos do Sínodo dos Bispos sobre os jovens.

“Ao povo do Brasil, a minha cordial saudação nesta festa de Nossa Senhora Aparecida. Que cada um de vocês a encontre em seu coração, assim como os pescadores a encontraram no rio. Busquem nas águas de seus corações e a encontrarão, porque Ela é mãe. Que Ela nos acompanhe e rezem por mim.”

12 de outubro de 2018 at 11:19 Deixe um comentário

Nossa Senhora do Rosário, rogai pelo Brasil!

7 de outubro de 2018 at 5:44 Deixe um comentário

Posts antigos


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 285 outros seguidores

Categorias