Ascensão do Senhor – O Senhor Jesus foi levado ao céu – São marcos 16, 15-20 – Dia 13 de maio de 2018

7 de maio de 2018 at 5:35 Deixe um comentário

Imagem relacionada

15.E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.

16.Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.

17.Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas,

18.manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados.

19.Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus.

20.Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.

Fonte: Bíblia Ave Maria

“Celebramos com alegria a Ascensão do Senhor, sua volta ao convívio do Pai. Sentado à direita de Deus, Jesus continua olhando pela humanidade, que também caminha para a glória, destino de todo fiel seguidor de Cristo. Neste Dia das Comunicações, a Igreja reafirma seu compromisso de anunciar ao mundo todo a verdade do Evangelho com os meios modernos de comunicação. Também nesta liturgia elevemos nossas preces pelas mães, neste dia a elas dedicado”. (Liturgia Diária)

E (Jesus) disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados.

O Papa Francisco ensinou: “Jesus garantiu que neste anúncio e testemunho seremos «revestidos de poder que vem do alto» (v. 49), ou seja, com a força do Espírito Santo. Eis o segredo desta missão: a presença entre nós do Senhor ressuscitado, que com o dom do Espírito continua a abrir a nossa mente e o nosso coração, para anunciar o seu amor e a sua misericórdia também nos âmbitos mais refratários das nossas cidades. O Espírito Santo é o verdadeiro artífice do multiforme testemunho que a Igreja e cada batizado oferece no mundo”. (8 de Maio de 2016)

“Solenemente, Jesus relembra a missão dos discípulos: fazer  com que todas as nações se tornem discípulas dele, introduzindo-as na sua comunidade pelo batismo em nome da Trindade e ensinando-as a praticar tudo o que Ele mandou”. (Dia a Dia – Ed. Paulus)

O Padre Alberto Gambarini  explicou: “A história da Igreja até os nossos dias esta marcada pelos milagres anônimos e aqueles que ficaram registrados pelo testemunho dos santos ou grandes santuários”.

Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus.

“O regresso de Cristo a Seu Pai é ao mesmo tempo fonte de pesar, por ser sinônimo da Sua ausência, e fonte de alegria, por significar a Sua presença. Brotam da doutrina da Ressurreição e da Ascensão estes paradoxos cristãos, mencionados com frequência nas Escrituras, a saber, que nos afligimos sem por isso pararmos de rejubilar, como nada tendo e, no entanto, tudo possuindo (2Cor 6,10)”. (Beato John Henry Newman)

O Papa Francisco disse que “hoje celebra-se a Ascensão de Jesus ao céu, ocorrida quarenta dias depois da Páscoa. Contemplamos o mistério de Jesus que deixa o nosso espaço terreno para entrar na plenitude da glória de Deus, levando consigo a nossa humanidade. Isto é, nós, a nossa humanidade entra pela primeira vez no céu”. (8 de Maio de 2016)

“É Cristo quem nos inaugura esse caminho rumo às alturas. Ao oferecer-Se a si mesmo ao Pai como primícias dos que dormem nos túmulos da terra, permite à carne subir ao Céu, e Ele próprio é o primeiro homem a aparecer aos seus habitantes. Os anjos, que não conheciam o mistério grandioso de uma entronização celeste da carne, contemplaram com assombro e admiração essa ascensão de Cristo”.  (São Cirilo de Alexandria)

Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.

O Padre Valdir José de Castro disse: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15): é o mandato que Jesus ressuscitado dá aos seus discípulos. Eles recebem o desafio de proclamar a “Boa Notícia”, inspirada em tudo o que haviam visto e ouvido diretamente do Mestre. Detalhe importante é que tal anúncio que contém a verdade que liberta, é acompanhado de sinais visíveis”. 

O Padre Alberto Gambarini  disse assim:  “O sinal supremo da manifestação do poder e amor de Deus esta presente na pessoa de Jesus…Este mesmo poder foi dado aos apóstolos, e como conseqüência à Igreja: “Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. Recebestes de graça, de graça dai!” (Mt 10,8). O livro de Atos dos Apóstolos é a prova incontestável que os milagres acompanhavam a pregação dos primeiros cristãos: “realizavam-se entre o povo pelas mãos dos apóstolos muitos milagres e prodígios (Atos 5,12)”.

Conclusão:

“Marcos conclui seu Evangelho, mostrando Jesus que aparece aos onze discípulos e os envia em missão pelo mundo. Eles são convidados a realizar tudo o que o mestre fazia: expulsar demônios, falar novas línguas, curar os doentes, enfrentar os obstáculos (serpentes e venenos)…Depois de Jesus ser “elevado ao céu”, os discípulos partiram e pregavam por toda parte”. (Dia a Dia – Ed. Paulus)

Oração: Credo Niceno-Constantinopolitano

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso
Criador do Céu e da Terra,
de todas as coisas visíveis e invisíveis.

Creio em um só Senhor, Jesus Cristo,
Filho Unigênito de Deus,
nascido do Pai antes de todos os séculos:
Deus de Deus, luz da luz,
Deus verdadeiro de Deus verdadeiro;
gerado, não criado, consubstancial ao Pai.
Por Ele todas as coisas foram feitas.
E por nós homens e para nossa salvação
desceu dos Céus.
E encarnou pelo Espírito Santo,
no seio da Virgem Maria,
e se fez homem.
Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos;
padeceu e foi sepultado.

Ressuscitou ao terceiro dia,
conforme as Escrituras;
e subiu aos Céus, onde está sentado à direita do Pai.
De novo há-de vir em sua glória
para julgar os vivos e os mortos;
e o seu Reino não terá fim.

Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida,
e procede do Pai e do Filho;
e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos profetas.

Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica.
Professo um só Baptismo para a remissão dos pecados.
E espero a ressurreição dos mortos
e a vida do mundo que há-de vir. Amém.

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Assista a “Papa Francisco – Oração do Regina Coeli 2018-05-06” no YouTube Papa: sem amor e serviço, a Igreja não vai para frente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 309 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: