Segundo Domingo do Tempo Comum – Jesus respondeu: “Vinde ver” – São João 1, 35 a 42 – Dia 14 de janeiro de 2018

8 de janeiro de 2018 at 5:55 Deixe um comentário

Resultado de imagem para imagem de eis o cordeiro de Deus

“35.No dia seguinte, estava lá João outra vez com dois dos seus discípulos. 36.E, avistando Jesus que ia passando, disse: Eis o Cordeiro de Deus. 37.Os dois discípulos ouviram-no falar e seguiram Jesus. 38.Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: Que procurais? Disseram-lhe: Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras? 39.Vinde e vede, respondeu-lhes ele. Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia. Era cerca da hora décima. 40.André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido João e que o tinham seguido. 41.Foi ele então logo à procura de seu irmão e disse-lhe: Achamos o Messias (que quer dizer o Cristo). 42.Levou-o a Jesus, e Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de João; serás chamado Cefas (que quer dizer pedra).”

Fonte: Bíblia Ave maria

“Após o tempo do Natal, iniciamos a primeira etapa do tempo comum. Iluminados pelas palavras de João Batista, reconhecemos em Jesus o Cordeiro de Deus. Dispostos a atender ao chamado do Senhor para conviver com Ele e cumprir sua vontade, renovemos nosso compromisso de segui-lo e nos fazermos morada de seu Espírito”. (Liturgia Diária)

E, avistando Jesus que ia passando, (João Batista) disse: Eis o Cordeiro de Deus.

O Catecismo (§523) ensina: “São João Batista é o precursor imediato do Senhor, enviado para preparar-lhe o caminho. “Profeta do Altíssimo” (Lc; 1,76), ele supera todos os profetas, deles é o último, inaugura o Evangelho; saúda a vinda de Cristo desde o seio de sua mãe e encontra sua alegria em ser “o amigo do esposo” (Jo 3,29), que designa como “o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Jo 1,29). Precedendo a Jesus “com o espírito e o poder de Elias” (Lc 1,17), dá-lhe testemunho por sua pregação, seu batismo de conversão e, finalmente, seu martírio”.

O Papa Francisco disse assim: “O que significa para a Igreja, para nós, hoje, ser discípulos de Jesus, o Cordeiro de Deus? Significa colocar no lugar da malícia a inocência, no lugar da força o amor, no lugar do orgulho a humildade, no lugar do prestígio o serviço. [É um grande trabalho este, e nós cristãos devemos fazer isto …]. Ser discípulos do Cordeiro significa não viver como uma “cidadela sitiada”, mas como uma cidade colocada sobre um monte, aberta, acolhedora e solidária. Significa não assumir atitudes de fechamento, mas propor o Evangelho a todos, testemunhar com a nossa vida que seguir a Jesus nos faz mais livres e mais alegres.”

Vinde e vede, respondeu-lhes ele (Jesus). Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia

“Segundo o Evangelho de João, foi dentre os discípulos do Batista que surgiram os primeiros seguidores de Jesus. O próprio Batista incentivou dois de seus discípulos a seguir Jesus, “o Cordeiro que tira o pecado do mundo”. Enquanto se põem a segui-lo, procurando seu paradeiro, Jesus mesmo lhes dirige a palavra: “Que procurais?” – “Mestre, onde moras?”, respondem. E Jesus convida: “Vinde e vede”. Descobrir o Mestre e poder ficar com ele os empolga tanto, que um dos dois, André, logo vai chamar seu irmão Pedro para entrar nessa companhia também. E no dia seguinte Filipe (o outro dos dois?) chama Natanael a integrar o grupo”. (Site da Província Santa Cruz)

“Temos a narrativa da vocação de Pedro e André, Filipe e Natanael: “Encontramos o Messias.” João Batista mostra aos seus discípulos Jesus como o “Cordeiro que tira o pecado do mundo”; O Batista revela Jesus não como um esplendoroso rei dravídico, nem como Filho de Deus, mas como Salvador. E aqui está o ponto central da revelação de Deus em Jesus Cristo, de ser o Salvador…” (Rede Século 21)

Conclusão:

“O que ainda estamos esperando para aceitar o convite de Jesus? Ele espera que nos aproximemos dEle com nossa humanidade, ou seja, com nossas fraquezas, nossos defeitos de personalidade, de caráter, de temperamento. Ele quer justamente realizar em nossa vida uma transformação, principalmente onde temos mais dificuldades . nas áreas de perigo da nossa vida . É exatamente aí que Jesus quer agir”.   (Com. Canção Nova)

Oração:

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Por que Jesus foi batizado? Papa batiza 34 crianças: sem a linguagem do amor não se transmite a fé aos filhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 268 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: