Solenidade de Todos os Santos – As Bem-Aventuranças – São Mateus 5, 1-12 – Dia 05 de novembro de 2017

30 de outubro de 2017 at 5:36 Deixe um comentário

“1.Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. 2.Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo: 3.Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus! 4.Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados! 5.Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! 6.Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! 7.Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia! 8.Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! 9.Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus! 10.Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus! 11.Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. 12.Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós”. 

Fonte: Bíblia Ave Maria

“Alegremo-nos no Senhor, celebrando a Solenidade de Todos os Santos, reunidos dentre todos os povos e nações. Filhas e filhos de Deus vocacionados à santidade, somos convidados a procurar o Senhor e buscar a sua face. Acolhendo a proposta das bem-aventuranças, formamos comunhão com a multidão dos que já foram glorificados com Cristo”. (Liturgia Diária)

Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. Então abriu a boca e lhes ensinava, dizendo:

O Papa Francisco disse que “no Evangelho ouvimos Jesus que ensina os seus discípulos e a multidão reunida na colina nos arredores do lago da Galileia (Mt5, 1-12). A palavra do Senhor ressuscitado e vivo indica-nos, também a nós hoje, o caminho para alcançar a verdadeira felicidade, a vereda que conduz para o Céu. Trata-se de um caminho difícil de compreender, porque vai contra a corrente; contudo, o Senhor diz-nos que quem percorre esta estrada é feliz, mais cedo ou mais tarde será feliz”. (01\11\15)

“O gesto de Jesus de subir o monte (a exemplo de Moisés) e sentar-se (na qualidade de Mestre) é sinal de que Ele tem algo  importante para nos dizer. As bem-aventuranças são a abertura do grande discurso que Jesus vai pronunciar. São o caminho da felicidade e da santidade proposto por Ele. Se nos parece difícil as vivências das bem-aventuranças, olhemos para Jesus, que as viveu em plenitude”. (Liturgia Diária)

O Papa Emérito Bento XVI disse que “as bem-aventuranças são um novo programa de vida para se livrar dos falsos valores do mundo e abrir-se aos verdadeiros bens presentes e futuros. Quando Deus conforta, sacia a fome de justiça, enxuga as lágrimas dos que choram, isso significa que, além de recompensar cada um de forma sensível, abre o Reino do Céu”. (30\01\11)

Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos céus!

O Papa Francisco ensinou: “Jesus é Deus que Se despoja da sua glória. Vemos aqui a escolha da pobreza feita por Deus: sendo rico, fez-Se pobre para nos enriquecer com a sua pobreza (2 Cor 8, 9). É o mistério que contemplamos no presépio, vendo o Filho de Deus numa manjedoura; e mais tarde na cruz, onde o despojamento chega ao seu ápice”.

Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados!

O Papa Francisco disse assim: “Como podem ser felizes as pessoas que choram? Quem na vida nunca sentiu tristeza, angústia e dor, nunca conhecerá a força da consolação. Ao invés, podem ser felizes aqueles que têm a capacidade de se comover, a capacidade de sentir no coração a dor existente em suas vidas e na vida dos outros. Estes serão felizes! Porque a mão tenra de Deus os consolará e os acariciará”. (02\11\15)

Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra! Padre Adroaldo Palaoro disse assim: “Aqueles que tem misericórdia e fome de justiça são mansos. A mera indignação pode torná-los violentos, mas a misericórdia os faz mansos, não violentos. E também, precisamente por essa mansidão, serão atores de paz, serão pacificadores”. (Rede Século 21)

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados! “Esta fome nada tem de corpóreo. Esta sede não busca nada de terreno. Mas deseja ser saciada com a justiça e, introduzida no segredo mais oculto, anseia por ser repleta do próprio Senhor”. (São Leão Magno)

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia!

O Papa Francisco disse que são “felizes aqueles que sabem perdoar, que têm misericórdia para com os outros, que não julgam tudo e todos, mas buscam se colocar no lugar dos outros. O perdão é algo que todos nós precisamos, ninguém está excluído. Por isso, no início da missa reconhecemos o que somos, pecadores. Não é uma maneira de dizer, uma formalidade: é um ato verdadeiro. Se sabemos perdoar os outros somos bem-aventurados”. (02\11\15)

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão Deus! “Felizes os puros de coração, porque verão a Deus.» Age de forma a que O vejas. Comparando com as realidades materiais, como poderás contemplar o sol nascente se os teus olhos estiverem doentes? Se os teus olhos estiverem sãos, essa luz será para ti um prazer; se estiverem doentes, será um suplício. Naturalmente que não te será permitido ver com um coração impuro o que só se pode ver com um coração puro. Serás afastado, desviado; não verás”. (Santo Agostinho)

Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!

O Papa Francisco explicou: “Olhemos o rosto daqueles que semeiam cizânia: são felizes? Aqueles que buscam sempre as ocasiões para enganar, aproveitar dos outros, são felizes? Não, não podem ser felizes. Aqueles que a cada dia, com paciência, buscam semear a paz, estes são artesãos da paz, de reconciliação. Estes são bem-aventurados, porque são verdadeiros filhos de nosso Pai do Céu, que semeia sempre e somente a paz, que mandou seu filho ao mundo como semente de paz para a humanidade”.

Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos céus! 

O Papa Francisco também disse: “Felizes os perseguidos pela justiça”. Quantas pessoas  são perseguidas, foram perseguidas, simplesmente por terem lutado pela justiça! Isto das bem-aventuranças é o programa de vida que Jesus nos propõe – sublinhou. “Tão simples, mas tão difícil”. (09\06\14)

Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós”.

“Por causa dos que nos olham, quando somos submetidos a provações por amor a Cristo, suportemo-las corajosamente, mais ainda, com alegria: se jejuamos, espelhemos alegria, como se estivéssemos em delícias; se nos ultrajam, dancemos alegremente como se estivéssemos a ser cumulados de elogios; se sofremos algum mal, consideremo-lo um ganho; se damos alguma coisa a um pobre, persuadamo-nos de que recebemos. Antes de tudo, lembra-te de que combates pelo Senhor Jesus. Assim, entrarás na luta com gosto e viverás sempre na alegria, porque nada nos torna mais felizes que uma boa consciência”. (São João Crisóstomo)

Os Santos de Deus

“Hoje a Igreja universal celebra a festa daqueles que se comprometeram com Deus Pai, com o seu Reino de bondade, de justiça e de amor e, em nome Jesus Cristo, se comprometeram de maneira radical, também, com os seus semelhantes. Por isso, nesta festa, todo o povo cristão é convidado a entrar em comunhão com Deus e com todo o homem de boa vontade. Como Jesus de Nazaré, somos convidados a fazer de nossa vida uma eucaristia, uma oferenda viva”. (Evangelho Quotidiano)

“Eis que a alma se eleva acima das nuvens, acima do firmamento e de todas as estrelas: entra no Céu. Que dirá ao penetrar pela primeira vez nessa pátria bem-aventurada, ao lançar o primeiro olhar sobre essa cidade de delícias? Os Anjos e os Santos saem-lhe ao encontro e lhe dão, jubilosos, as boas vindas. Que consolação experimentará ao encontrar ali os parentes e amigos que a precederam, e os seus gloriosos protetores! A alma quererá prostrar-se diante deles; mas os Santos lhe dirão: Guarda-te de o fazer; porque somos servos como tu: “Vide ne feceris; conservus tuus sum” . (Santo Afonso de Ligório)

A Intercessão dos Santos

Catecismo (§956): “Obem-aventurados, estando mais intimamente unidos com Cristo, consolidam mais firmemente a Igreja na santidade. Eles não cessam de interceder a nosso favor, diante do Pai, apresentando os méritos que na terra alcançaram, graças ao Mediador único entre Deus e os homens, Jesus Cristo. A nossa fraqueza é assim grandemente ajudada pela sua solicitude fraterna”.

Conclusão: 

“Quem são os santos? Todos os que, animados pela caridade, vivem e morrem na graça de Deus podem ser chamados santos; em sentido especial, porém, são os que a Igreja elevou às honras dos altares por terem praticado as virtudes de maneira heroica ou por terem dado a vida pela causa da fé…As bem-aventuranças constituem o caminho proposto por Jesus para uma vida coerente com o Reino de Deus nesta terra, com vista à comunhão eterna com Deus no céu”. (Dia a Dia – Ed. Paulus)

Oração:  

De Santo Afonso de Ligório: “Meu Deus, aqui tendes a vossos pés um ingrato, que foi criado por Vós para o Céu, mas que muitas vezes, na vossa presença, o renunciou por indignos prazeres, consentindo em ser condenado ao inferno. Espero que já me haveis perdoado todas as injúrias que Vos fiz e de que de novo me arrependo e quero arrepender-me até à morte. Quero também que Vós sempre as torneis a perdoar-me. Mas, ó Jesus, embora já me tenhais perdoado, sempre ficará sendo verdade que tive a audácia de amargurar-Vos, meu Redentor, que, para me conduzir ao vosso reino, sacrificastes a própria vida. Para sempre seja louvada e abençoada a vossa misericórdia, ó meu Jesus, que me haveis aturado com tamanha paciência, e que, em vez de me punir, multiplicastes para comigo as graças, as luzes e os convites”. Amém!

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Confiança – Eliana Ribeiro Papa Francisco no Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Arquivos

ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 337 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: