Décimo Segundo Domingo do Tempo Comum – Não tenhais medo! – São Mateus 10, 26-33 – Dia 25 de junho de 2017

19 de junho de 2017 at 5:55 Deixe um comentário

Resultado de imagem para uma árvore com pardais

“26.Não os temais, pois; porque nada há de escondido que não venha à luz, nada de secreto que não se venha a saber. 27.O que vos digo na escuridão, dizei-o às claras. O que vos é dito ao ouvido, publicai-o de cima dos telhados. 28.Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena. 29.Não se vendem dois passarinhos por um asse? No entanto, nenhum cai por terra sem a vontade de vosso Pai. 30.Até os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. 31.Não temais, pois! Bem mais que os pássaros valeis vós. 32.Portanto, quem der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante de meu Pai que está nos céus. 33.Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus.”

Não os temais, pois; porque nada há de escondido que não venha à luz, nada de secreto que não se venha a saber.

“Porque temos ao nosso lado o Senhor, que nos atende em seu imenso amor, não há motivo para temer. Somos convidados a depositar toda nossa confiança em Deus diante das provações. A Eucaristia é força e auxílio para a superação dos medos e pecados que rondam nossa vida e nos afastam do compromisso com Jesus e com seu reino”. (Liturgia Diária)

O Papa Francisco disse que “Jesus alerta contra eles (os fariseus) e, retomando a palavra, diz a todos: «Não tenhais medo, não temais: guardai-vos só do fermento desta gente, porque o que está escondido virá à luz. Não há nada de oculto que não venha a descobrir-se, nada de escondido que não venha a ser conhecido. Pois o que dissestes às escuras será dito à luz; e o que falastes ao ouvido, nos quartos, será publicado em cima dos telhados». Como se dissesse: não serve esconder-se, pois no fim «tudo será claro».

Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena.

“A perseguição contra os Apóstolos  é inevitável. Por isso, Jesus, por três vezes encoraja-os: “Não tenham medo!” Em vez de se esconderem sob a couraça do medo, os Apóstolos têm a tarefa de proclamar o que Deus revela por meio de Jesus. Que o digam “à luz do dia” e o proclamem “sobre os telhados”. Não há limites para o Evangelho. A perseguição existe e o martírio é possível, mas os discípulos de Jesus não precisam temer os que matam o corpo. Os inimigos não podem matar a alma, isto é, a personalidade, a essência da vida. Somente Deus tem poder sobre a pessoa toda (corpo e alma),  aqui e além da morte, para determinar o destino humano.(Comentário: “Dia a Dia” da Ed. Paulus)

“Devemos semear constantemente o conhecimento de Deus e revelar com a luz da pregação o segredo profundo da doutrina do Evangelho, sem medo daqueles que só têm poder sobre os corpos, mas que nada podem sobre o espírito; por isso disse: ‘Não temais aqueles que matam o corpo e a alma não podem matar”. (Santo Hilário)

Não se vendem dois passarinhos por um asse? No entanto, nenhum cai por terra sem a vontade de vosso Pai. Até os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. 

“A solicitude desse Pai (do Pai do Céu) chega até os extremos. Para ilustrá-la, recorre a uma comparação muito eloquente: se o Pai cuida dos pássaros mais pequeninos e insignificantes e são contados até os cabelos dos discípulos com que nem eles mesmos se preocupam, como não vai se preocupar com os seus filhos queridos?”  (Comentário no site da Rede Século 21)

O Papa Emérito Bento XVI disse assim: “Deus vive; criou cada um de nós e, por conseguinte, conhece a todos. É tão grande que tem tempo para as nossas coisas mais insignificantes: «Até os cabelos da vossa cabeça estão contados». Deus vive, e precisa de homens que vivam para Ele e O levem aos outros”.

Portanto, quem der testemunho de mim diante dos homens, também eu darei testemunho dele diante de meu Pai que está nos céus.Aquele, porém, que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai que está nos céus.

O Papa Emérito Bento XVI disse assim: “A luz não fica sozinha. Ao seu redor, acendem-se outras luzes. Sob os seus raios, delineiam-se de tal modo os contornos do ambiente que nos podemos orientar. Não vivemos sozinhos no mundo. Precisamente nas coisas importantes da vida, temos necessidade de outras pessoas. Assim, de modo particular na fé, não estamos sozinhos, somos anéis da grande corrente dos crentes. Ninguém chega a crer, senão for sustentado pela fé dos outros; mas, por outro lado, com a minha fé contribuo para confirmar os outros na sua fé”.

“Os versículos finais nos oferecem uma imagem cordial de Deus, Ele é o Pai amoroso e providente que sabe valorizar a fidelidade e cada atitude dos discípulos de Jesus”. (Comentário: “Dia a Dia” da Ed. Paulus)

 

Conclusão:

O Padre Heitor de Menezes disse assim: “Diversas vezes Jesus fala de sua origem divina, mas não tão claramente como no Evangelho de hoje. Reconfortados com as suas palavras, os Apóstolos reconhecem no Mestre sua ciência divina. O caminho a ser percorrido pelos discípulos é longo e exigente. Por isso, o Mestre os alerta  e conforta, preparando-os para o momento de sua Paixão. Movido de compaixão, Ele lhes transmite a certeza da vitória final. A fé é saber-se amado por Deus”. (Rede Século 21)

Oração de libertação do medo:

“Senhor Deus, em nome de Jesus, peço que entre em meu coração e no coração desta pessoa por quem rezo. Que Tua mão poderosa Jesus, toque todas as experiências de vida que precisam ser curadas, transformadas na minha vida e na vida desta pessoa. Senhor que eu possa sentir Tua presença tão forte e de forma tão verdadeira e autêntica na minha vida, que seja tirada de mim a insegurança, o medo e as perturbações psíquicas e emocionais. Senhor eu creio no Teu poder transformador e peço Senhor, em nome do Teu filho Jesus, liberta-me destes medos. Senhor que libertastes os vossos filhos de temores e angústias olhai com bondade as minhas fraquezas. Eu creio Senhor que sois o Pai e como filho peço: liberta-me dos temores do medo e das angústias que muitas vezes me assaltam. Sei que não devo ter medo pois sei que estás comigo. Pai, por Teu Filho Jesus, me defenda, me proteja e me ame. Pai tirai do meu coração todo o medo, pois eu creio Senhor, que com Tua presença eu serei suficientemente forte para enfrentar estes medos e para superá-los e assim então Te louvarei e exaltarei o Teu nome. Liberta-me Senhor, transforma-me Senhor, encoraja-me Senhor. Tua presença me basta Pai. Isso eu vos peço em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho na Unidade do Espírito Santo. Amém.” (Site do Padre Reginaldo Manzotti)

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Mensagem do Papa para o Dia Mundial dos Pobres – Texto integral Papa: “ser sal e luz do mundo” e confiar na ação do Espírito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 223 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: