Missa do Natal do Senhor – No princípio era a Palavra … – São João 1, 1-18 – Dia 25 de dezembro de 2016

20 de dezembro de 2016 at 5:18 Deixe um comentário

Resultado de imagem para imagem de jesus, o verbo - em site católico

 

1.No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus.

2.Ele estava no princípio junto de Deus.

3.Tudo foi feito por ele, e sem ele nada foi feito.

4.Nele havia a vida, e a vida era a luz dos homens.

5.A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

6.Houve um homem, enviado por Deus, que se chamava João.

7.Este veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele.

8.Não era ele a luz, mas veio para dar testemunho da luz.

9.[O Verbo] era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem.

10.Estava no mundo e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o reconheceu.

11.Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam.

12.Mas a todos aqueles que o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus,

13.os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas sim de Deus.

14.E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade.

15.João dá testemunho dele, e exclama: Eis aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim é maior do que eu, porque existia antes de mim.

16.Todos nós recebemos da sua plenitude graça sobre graça.

17.Pois a lei foi dada por Moisés, a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.

18.Ninguém jamais viu Deus. O Filho único, que está no seio do Pai, foi quem o revelou.

 

“As promessas de Deus se cumpre: um menino nasceu para nós. Jesus é o príncipe da paz e a luz que brilha no mundo, dissipando as trevas. Exultantes celebremos o esplendor da glória do Pai, a Palavra que se fez carne e veio habitar em nosso meio”. (Liturgia Diária)

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus

O Catecismo (§291) ensina: “No princípio era o Verbo e o Verbo era Deus. Tudo se fez por meio d’Ele e, sem Ele, nada se fez» (Jo 1, 1-3). O Novo Testamento revela que Deus tudo criou por meio do Verbo eterno, seu Filho muito-amado. Foi n’Ele «que foram criados todos os seres que há nos céus e na terra. Tudo foi criado por seu intermédio e para Ele. Ele é anterior a todas as coisas, e todas se mantêm por Ele» (Cl 1, 16-17)”.

“Ora esse Verbo que estava em Deus, esse Verbo que era Deus, por Quem todas as coisas foram feitas, sem Quem nada teria sido feito, e em Quem estava a vida, desceu até nós. Que éramos nós? Mereceríamos que Ele descesse até nós? Não, nós éramos indignos de que Ele tivesse compaixão de nós, mas Ele era digno de ter piedade de nós”. (Santo Agostinho)

[O Verbo] era a verdadeira luz que, vindo ao mundo, ilumina todo homem

O Papa Francisco explicou que “no Dia de Natal já foi proclamado este solene início do Evangelho de João; hoje nos é proposto mais uma vez. É o convite da Santa Mãe Igreja para acolher esta Palavra de salvação, este mistério de luz. Se a acolhermos, se acolhermos Jesus, cresceremos no conhecimento e no amor do Senhor, aprenderemos a ser misericordiosos como Ele”.

“Descendo do céu, Ele vem habitar no meio dos homens. Estremecei de temor e de alegria: de temor por causa do pecado; de alegria em razão da esperança. Hoje, as sombras dissipam-se e a luz eleva-se sobre o mundo; como outrora no Egito envolto em trevas, hoje uma coluna de fogo ilumina Israel. O povo, que estava sentado nas trevas da ignorância, contempla hoje essa imensa luz do verdadeiro conhecimento porque «o mundo antigo desapareceu, todas as coisas são novas» (2Cor 5,17)”.  (São Gregório de Nazianzo)

Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam

O Papa Emérito Bento XVI disse assim: “Isto se aplica antes de tudo, a Belém: o Filho de David vem à sua cidade, mas tem de nascer num curral, porque, na hospedaria, não há lugar para Ele. Aplica-se depois a Israel: o enviado chega junto dos Seus, mas não O querem. Na realidade aplica-se à humanidade inteira: Aquele por Quem o mundo foi feito, o Verbo criador primordial entra no mundo, mas não é ouvido, não é acolhido. Em última análise, estas palavras aplicam-se a nós, a cada individuo e à sociedade no seu todo”. (25/12/2007)

“O homem que não conhece Jesus Cristo permanece para si mesmo um desconhecido, um mistério inexplicável, um enigma insondável”. (São João Paulo II)

Mas a todos aqueles que o receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus

“Desejamos agradecer a existência na nossa condição de filhos adotivos em relação a Deus, agradecemos aquele dom que é chamado Graça…Agradecemos porque podemos viver como filhos adotivos de Deus em Cristo, porque a Graça forma a nossa vida e as nossas obras”. (São João Paulo II)

O Papa Bento XVI ensinou: “Na realidade, só o Menino que jaz no presépio possui o verdadeiro segredo da vida. Por isso pede para ser acolhido, que se lhe conceda um espaço em nós, nos nossos corações, nas nossas casas, nas nossas cidades e nas nossas sociedades. Ressoam no coração e na mente as palavras do prólogo de João: “A quantos o receberam, aos que nele creem, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus” (1, 12). Procuremos estar entre quantos o recebem. Diante dele não se pode permanecer indiferente. Também nós, queridos amigos, devemos tomar continuamente posição”. (03\01\2007)

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós

D.Manuel Pelino comentou assim:“Alegremo-nos porque o Verbo se fez carne e veio habitar conosco para nos revelar o mistério de Deus e o mistério do homem. Pela Sua Encarnação e pela Páscoa, renovou a natureza humana atingida pelo pecado. Apesar da nossa inclinação natural para o individualismo e egoísmo, para a vaidade e a inveja, o poder e a ambição, Cristo veio viver conosco e tornar possível a fraternidade, a verdade, o amor, a esperança”.

“O Filho de Deus tornou-Se Filho do homem — mortal, mas não pecador; herdeiro das nossas enfermidades, mas não dos nossos erros; descendente da antiga raça, mas «princípio da nova criação de Deus» (Ap 3,14). Maria, sua Mãe, foi escolhida para dar uma natureza criada Àquele que era o seu Criador. Assim, Ele não veio a este mundo sobre as nuvens do céu, mas nascido aqui em baixo, nascido de uma mulher: Ele, o Filho de Maria, e Ela, a Mãe de Deus. Era verdadeiramente Deus e homem, mas era uma só pessoa, um só Cristo”.  (Beato John Henry Newman)

Conclusão:

«O Senhor é Deus; Ele tem-nos iluminado» [Sl 118 (117), 27], não sob a Sua aparência de Deus, para não assustar a nossa fraqueza, mas sob a forma de um servo, a fim de conferir a liberdade àqueles que estavam condenados à servidão. Quem teria o coração suficientemente adormecido e indiferente para não exultar de alegria, para não irradiar felicidade, perante este acontecimento? É uma festa comum a toda a Criação. Todos devem contribuir para ela, ninguém se deve mostrar ingrato. Elevemos nós também a voz para cantar o nosso júbilo!” (São Basílio)

Oração:

De São João Paulo II: “Desejamos pedir perdão a Deus por isto: por tudo o que de modo direto ou indireto é “não acolhimento” de Cristo. Que é recusa do Seu amor e da verdade. Todo o mal do mundo, todo o pecado do homem, pessoal ou social, é um “não-acolhimento” de Cristo. Tudo o que se dirige contra o homem, contra a sua dignidade, a sua vida e os seus justos direitos. Tudo o que ameaça as famílias, os ambientes, a sociedade inteira e por fim a humanidade — é um “não-acolhimento” de Cristo. “Veio ao que era Seu e os Seus não O receberam”.

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Frases sobre o Nascimento de Jesus Audiência: Natal é abrir o coração à esperança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 199 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: