Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo – São Lucas 23, 35-43 – Dia 20 de novembro

14 de novembro de 2016 at 5:31 Deixe um comentário

 

Resultado de imagem para imagem de jesus cristo na cruz

35.A multidão conservava-se lá e observava. Os príncipes dos sacerdotes escarneciam de Jesus, dizendo: Salvou a outros, que se salve a si próprio, se é o Cristo, o escolhido de Deus!

36.Do mesmo modo zombavam dele os soldados. Aproximavam-se dele, ofereciam-lhe vinagre e diziam:

37.Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo.

38.Por cima de sua cabeça pendia esta inscrição: Este é o rei dos judeus.

39.Um dos malfeitores, ali crucificados, blasfemava contra ele: Se és o Cristo, salva-te a ti mesmo e salva-nos a nós!

40.Mas o outro o repreendeu: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício?

41.Para nós isto é justo: recebemos o que mereceram os nossos crimes, mas este não fez mal algum.

42.E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim, quando tiveres entrado no teu Reino!

43.Jesus respondeu-lhe: Em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso.

“Encerramos o Ano Litúrgico com a Solenidade de Cristo, Rei do Universo. Nesta liturgia encontramos nosso Rei crucificado, com uma coroa de espinhos, às portas da morte. Imagem do Deus invisível, Ele nos convida a compreender sua realeza como salvação para as pessoas. Hoje também celebramos o dia dos cristãos leigos e leigas e a conclusão do Ano Santo da Misericórdia”. (Liturgia Diária)

 

“A Palavra de Deus que nos é proposta neste último Domingo do ano litúrgico convida-nos a tomar consciência da realeza de Jesus; deixa claro, no entanto, que essa realeza não pode ser entendida à maneira dos reis deste mundo: é uma realeza que se concretiza de acordo com uma lógica própria, a lógica de Deus. O Evangelho, especialmente, explica qual é a lógica da realeza de Jesus”. (www.ecclesia.pt)

O Papa Francisco disse que “Cristo é o centro da história da humanidade e também o centro da história de cada homem. A Ele podemos referir as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias de que está tecida a nossa vida. Quando Jesus está no centro, até os momentos mais sombrios da nossa existência se iluminam: Ele dá-nos esperança, como fez com o bom ladrão no Evangelho de hoje”. (24 de Novembro de 2013)

“Cristo, num certo sentido, está sempre diante do tribunal das consciências humanas, como se encontrou uma vez diante do tribunal de Pilatos. Ele revela-nos sempre a verdade do seu reino. E sempre se enfrenta com a pergunta, vinda de muitos lados: Que é a verdade?(Ibid. 18, 38). Por isso, esteja Ele ainda mais perto de nós. Esteja o seu reino cada vez mais em nós. Retribuamos-Lhe com o amor a que nos chamou — e n’Ele amemos cada vez mais a dignidade de cada homem! Seremos então verdadeiros participantes da Sua missão. Tornar-nos-emos apóstolos do Seu reino”. (São João Paulo II)

O Papa Emérito Bento XVI  explicou  que “neste último domingo do Ano Litúrgico, a Igreja convida-nos a celebrar Jesus Cristo como Rei do universo; chama-nos a dirigir o olhar em direção ao futuro, ou melhor em profundidade, para a meta última da história, que será o reino definitivo e eterno de Cristo. Estava com o Pai no início, quando o mundo foi criado, e manifestará plenamente o seu domínio no fim dos tempos, quando julgar todos os homens”.

“Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever e salvação dar-vos graças, sempre e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso. Com óleo de exultação, consagrastes sacerdote eterno e rei do universo vosso Filho único, Jesus Cristo, Senhor nosso. Ele, oferecendo-se na cruz, vítima pura e pacífica, realizou a redenção da humanidade. Submetendo ao poder de toda criatura, entregará à vossa infinita majestade um reino eterno e universal: reino da verdade e da vida, reino da santidade e da graça, reino de justiça, do amor e da paz. Por essa razão, hoje e sempre, nós nos unimos aos anjos e arcanjos, aos querubins e serafins e toda a milícia celeste, cantando (dizendo) a uma só voz…” (Prefácio da Missa)

Conclusão:

“A realeza e divindade de Cristo confundiu os insensatos, que provou sua humanidade até o fim: o insultaram, zombaram, e o pregaram na cruz. Sua realeza não era mundana; ao contrário,  estava alicerçada na humanidade, negando todo egoísmo.  Esta escolha o fez estabelecer relações pautadas no perdão e na misericórdia, nas quais não cabiam opressão e violência. Seu reinado privilegiou os fracos e indefesos, marginalizados e sem voz. Como cabe a um rei, resgatou a dignidade e fez justiça, até pregado na cruz, quando perdoou o malfeitor prometendo-lhe o paraíso. Salve, Cristo Rei!” ( Padre Heitor de Menezes)

Oração:

“Ó Deus de bondade, nossos encontros nos ajudam a nos tornarmos mais próximos de vós e dos irmãos e fortalecem nosso empenho pelo reino anunciado por Jesus. Agradecemos-vos e vos louvamos porque constituístes Jesus Cristo Rei e Senhor do Universo. Fazei, Senhor, que venha o vosso reino a este mundo tão conturbado e carente de respeito pelo ser humano e pela natureza, obra de vossas mãos. Assim aguardamos a vida eterna e definitiva junto a vós. Por Cristo, nosso Senhor. Amém”. (Liturgia Diária)

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Papa na Audiência: visitar um doente é um ótimo remédio Jubileu: fechadas as Portas Santas nas igrejas catedrais do mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 198 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: