Quinto Domingo da Páscoa – Amai-vos uns aos outros – São João 13, 31-35 – Dia 24 de abril de 2016

18 de abril de 2016 at 5:55 Deixe um comentário

31.Logo que Judas saiu, Jesus disse: Agora é glorificado o Filho do Homem, e Deus é glorificado nele.

32.Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará em breve.

33.Filhinhos meus, por um pouco apenas ainda estou convosco. Vós me haveis de procurar, mas como disse aos judeus, também vos digo agora a vós: para onde eu vou, vós não podeis ir.

34.Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.

35.Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.

 

“Reunidos como comunidade de fé, estamos a caminho do novo céu e da nova terra, quando participaremos da plenitude da vida de Jesus glorificado. Nesta liturgia, bendigamos o Senhor misericordioso e fortaleçamos os laços de amor que nos identificam como discípulos e discípulas do Mestre”. (Liturgia Diária)

“Neste tempo pascal, os textos bíblicos que a Liturgia nos propõe colocam em relevo a presença e a ação do Espírito Santo na primeira comunidade cristã. A Igreja, fundada no testemunho dos Apóstolos, é orientada no seu caminho ao longo dos séculos pelo Espírito Santo, que a incentiva nas vias da missão a ir ao encontro de todas as nações e de todas as culturas do planeta. Ela não lhes impõe leis ou tradições humanas, mas anuncia a Boa Nova de Cristo Salvador e o seu mandamento – «Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei» ( Jo 15, 12) – com grande respeito pelo seu patrimônio cultural e pelo seu empenho religioso”. (São João Paulo II- 1998)

 

Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado

O Papa Emérito Bento XVI explicou que Jesus “é o Deus que a todos salva. Salvou, morrendo; morreu, amando; e, amando, ressuscitou. Hoje é visível no coração que Lhe obedece e ama como Ele amou:  “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei”.(2007)

“Para se amar alguém, é preciso estar perto dessa pessoa. Toda a gente precisa de amor. Todos nós precisamos de saber que temos importância para os outros e que temos um valor inestimável aos olhos de Deus”. (Beata Teresa de Calcutá)

“O nobre amor de Jesus estimula-nos a realizar coisas grandes e a desejar coisas sempre mais perfeitas. O amor quer estar no alto e não ser aprisionado por baixeza alguma. O amor quer ser livre e separado de qualquer afeto mundano… de fato, o amor nasceu de Deus, e só pode repousar em Deus acima de todas as coisas criadas. Quem ama voa, corre e rejubila, é livre, e nada o retém. Dá tudo a todos e tem tudo em todas as coisas, porque encontra repouso no Único grande que está acima de todas as coisas, do qual brota e provém qualquer bem” (livro III, cap. 5)

O Papa Emérito Bento XVI disse assim: “Permanecei firmes na fé, arraigados em Cristo mediante a Palavra e a Eucaristia; sede pessoas que rezam, para permanecer sempre unidos a Cristo, como ramos à videira, e ao mesmo tempo ide, anunciai a sua mensagem a todos, especialmente aos mais pequeninos, aos pobres e a quantos sofrem. Em cada comunidade, amai-vos uns aos outros, não permaneçais divididos mas vivei como irmãos, a fim de que o mundo creia que Jesus está vivo na sua Igreja, e o Reino de Deus está próximo”. (15\07\12)

 

Conclusão:

Com as palavras do Papa Francisco: “Deus não só está na origem do amor, mas em Jesus Cristo chama-nos a imitar o seu mesmo modo de amar: «Assim como eu vos amei, amai-vos também vós uns aos outros» (Jo 13, 34). Na medida em que os cristãos vivem este amor, tornam-se no mundo discípulos credíveis de Cristo. O amor não pode suportar de ficar fechado em si mesmo. Por sua natureza é aberto, difunde-se e é fecundo, gera sempre novo amor”.

Oração:

“Ó Pai de bondade, vosso Filho nos deixou o mandamento do amor. Ajudai-nos a amar sempre mais, como o próprio Jesus amou, pois nisso consiste nosso maior testemunho  e assim seremos reconhecidos como discípulos dele. Mudai, Senhor, nosso coração de pedra em coração aberto e amoroso que saiba acolher. Infundi em cada um de nós o vosso Espírito de amor. Por Cristo, nosso Senhor.Amém”. (Liturgia Diária)

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

«Cristo, o Bom Pastor» Papa: quem segue Jesus não erra. Não confiar em falsos videntes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 200 outros seguidores

Categorias


%d blogueiros gostam disto: