Archive for setembro, 2014

Durante o Angelus Papa Francisco convida fiéis a rezar pelo Sínodo sobre a família

2014-09-28 Rádio Vaticana

Antes da conclusão da Missa o Santo Padre introduziu a oração mariana do Angelus com uma saudação a todos os peregrinos presentes na Praça de S. Pedro, e especialmente os idosos, vindos de muitos Países.
O Papa dirigiu igualmente uma cordial saudação aos participantes na conferência- peregrinação “Cantar a Fé”, organizada por ocasião do trigésimo aniversário do coro da diocese de Roma, tendo-lhes agradecido pela presença e por terem animado com o canto a celebração, juntamente com a Capela Sistina, dando-lhes em seguida esta recomendação:
Continuai a realizar com alegria e generosidade o serviço litúrgico nas vossas comunidades!

Em seguida o Papa recordou o Bispo Álvaro del Portillo, proclamado Beato ontem em Madrid, tendo manifestado o desejo que o seu testemunho cristão e sacerdotal possa suscitar em muitos o desejo de aderir sempre mais a Cristo e ao Evangelho.
A propósito da Assembleia Sinodal que inicia no próximo domingo, subordinada ao tema da família, o Papa dirigiu aos fiéis o seguinte convite:
Convido a todos, indivíduos e comunidades, a rezar por este importante evento e confio esta intenção à intercessão de Maria, Salus Populi Romani.
E por último, o Papa convidou aos presentes a rezar juntos o Angelus, dizendo:
Com esta oração invoquemos a protecção de Maria pelos idosos do mundo inteiro, de modo particular por aqueles que vivem em situações de maiores dificuldades.
E como habitualmente o Papa Francisco concluiu com a sua bênção, desejando a todos bom domingo e bom almoço.

Anúncios

28 de setembro de 2014 at 9:08 Deixe um comentário

Reflexão para o XXVI Domingo do Tempo Comum

2014-09-28 Rádio Vaticana

 
Cidade do Vaticano – (RV) – A vida, por vezes, nos coloca em situações difíceis e dolorosas. Temos, então, o hábito de culpar alguém e, nessa busca de encontrar um culpado, chegamos a Deus, já que nos sentimos imunes de qualquer culpa.
Mas o que diz a Sagrada Escritura a respeito disso?
No Livro de Ezequiel, primeira leitura da liturgia deste domingo, fala da responsabilidade individual nas vicissitudes da vida. Os membros do povo eleito estavam acostumados a jogar a culpa no grupo ou nos antepassados e se sentirem individualmente injustiçados por pagarem a culpa da coletividade. Até dizem: “A conduta do Senhor não é correta”. O Profeta Ezequiel vai em defesa do Senhor dizendo que o Senhor não quer a morte do pecador, pois Ele é vida e, muito pelo contrário, o Senhor oferece a seu povo a oportunidade de um recomeço. Deus sempre está disposto a ajudar aqueles que, se convertendo, reconstroem a própria vida. “Quando um ímpio se arrepende da maldade que praticou e observa o direito e a justiça, conserva a própria vida; não morrerá,” nos fala a leitura.
No Evangelho, vemos nos dois filhos ali retratados, as pessoas que acolhem a Palavra de Deus, mas nada fazem depois, e aqueles que a rejeitam inicialmente, mas que depois vão e fazem tudo de acordo com o coração do Senhor.De que grupo fazemos parte?
Fomos batizados, ou seja, através de nossa própria língua ou da de nossos padrinhos, professamos a fé em Deus e prometemos obedecer seus mandamentos de amor. É isso que vivemos no nosso dia a dia? Até onde nosso egocentrismo foi batizado? Amar é sair de si, a partir de onde o egoísmo começa a mostrar suas raízes e seus brotos.Como vemos, em nós existe o filho mais novo, que não era de natureza acolhedora aos desejos do Pai, mas que se converteu e passou a caminhar unido ao seu coração. Contudo, como ainda estamos nesta vida e somos a toda hora bombardeados por apelos contrários à nossa opção fundamental e vemos que muitas vezes caímos, observamos que em nós subsiste o filho mais velho, que disse sim ao Pai, mas que depois faz o que o desagrada.
Concluímos vendo que a atitude de permanente conversão, de estado contínuo de exame de consciência e disposição para se levantar, deve estar presente em toda nossa vida.
Somos responsáveis por nossos atos, mesmo que tenhamos consciência de que somos frutos da família e da sociedade, enfim, de nosso mundo. Temos a capacidade de romper com o passado e caminhar em direção a Deus e aos irmãos. Se nos sentimos fracos, a graça de Deus nos fortalece. O humilde, aquele que não conta com seus dons, mas reconhece seus pecados e sua debilidade, esse triunfará porque abre, em sua vida, espaço para Deus, e Deus é vida, Deus é amor.
Pe. Cesar Augusto dos Santos, S.J.

28 de setembro de 2014 at 9:07 Deixe um comentário

Mateo 21, 28-32 – para os irmãos de língua espanhola

28. «¿Qué les parece? Un hombre tenía dos hijos y, dirigiéndose al primero, le dijo: “Hijo, quiero que hoy vayas a trabajar a mi viña”.

29. Él respondió: “No quiero”. Pero después se arrepintió y fue.

30. Dirigiéndose al segundo, le dijo lo mismo y este le respondió: “Voy, Señor”, pero no fue.

31. ¿Cuál de los dos cumplió la voluntad de su padre?». «El primero», le respondieron. Jesús les dijo: «Les aseguro que los publicanos y las prostitutas llegan antes que ustedes al Reino de Dios.

32. En efecto, Juan vino a ustedes por el camino de la justicia y no creyeron en él; en cambio, los publicanos y las prostitutas creyeron en él. Pero ustedes, ni siquiera al ver este ejemplo, se han arrepentido ni han creído en él.

27 de setembro de 2014 at 17:55 Deixe um comentário

Arcanjos são Miguel, são Gabriel e são Rafael – 29 de Setembro –

Arcanjos são Miguel, são Gabriel e são Rafael

Fonte: Paulinas

O novo calendário reúne em única celebração os três arcanjos que eram comemorados em dia diferentes.Este dia, seria a festa do arcanjo São Miguel, o antigo padroeiro da sinagoga e agora padroeiro universal da Igreja. São Gabriel é o anjo da Anunciação, enquanto São Rafael é invocado como guia dos que viajam. 

A existência dos seres incorpóreos, que as Sagradas Escrituras chamam habitualmente de anjos, é uma verdade de fé.

Mas quem são os anjos? Eis a resposta de Santo Agostinho:”Angelus officii nomen est, non naturae…Anjo é denominação de encargo, não de natureza.Se perguntares pela denominação de natueza, é um espírito; se perguntares pelo encargo,é um anjo: é espírito por aquilo que é, e é anjo por aquilo que faz.

Os anjos são, pois, servidores e mensageiros de Deus.Pelo fato que “vêem sempre a face do Pai que está no céu”, como se lê no Evangelho de Mateus, eles são executores poderosos de suas palavra, obedientes ao somda sua palavra”( Salmo 103,20).

São Miguel,como expressão da onipotência de Deus,recebeu desde o começo da história do cristianismo, um culto particular. Constantino e Justiniano erigiram-lhe dois santuários nas duas extremidades de Bósforo.

Em Roma o arcanjo domina a cidade do alto da Mole Adriana, a qual tomou o nome de Castelo Santo Anjo.

São Gabriel,”aquele que está diante de Deus”,é o anunciador por excelência das divinas revelações: anuncia ao profeta Daniel o retorno do exílio do povo eleito; leva a Zacarias a notícia da iminente concepção do precursor do Messias.Depois, é-lhe confiada a missão mais alta que possa ser dada a uma criatura: o anúncio a Maria da Encarnação do Filho de Deus.

27 de setembro de 2014 at 11:29 Deixe um comentário

Papa sobre a Eucaristia: redescobrir a fé como fonte de Graça que traz alegria e esperança

2014-09-27 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – O Santo Padre recebeu em audiência na manhã deste sábado, na Sala Clementina, no Vaticano, os participantes da Plenária do Pontifício Comitê para os Congressos Eucarísticos Internacionais, cerca de 80 pessoas.
No discurso que dirigiu aos presentes, após recordar que o próximo Congresso Eucarístico Internacional vai se realizar em Cebu, nas Filipinas, em janeiro de 2016, e agradecer pelo trabalho que estão fazendo a fim de ajudar os fiéis de todos os continentes a entenderem sempre mais e melhor o valor e a importância da Eucaristia em nossa vida, Francisco recordou que a Eucaristia tem lugar central na Igreja porque é ela quem “faz a Igreja”.
Retomando uma afirmação do Concílio, que cita Santo Agostinho, o Papa recordou que a Eucaristia é “sacramento da piedade, sinal de unidade, vínculo de caridade”.
Em seguida, evocando o tema escolhido para o próximo Congresso Eucarístico Internacional – “Cristo em vós, esperança da glória” (Col 1,27) –, ressaltou que o mesmo é bastante significativo.
O Pontífice frisou que o tema evidencia o laço estreito e forte entre a Eucaristia, a missão e a esperança cristã.
“Hoje há uma carência de esperança no mundo, por isso a humanidade precisa ouvir a mensagem da nossa esperança em Jesus Cristo. A Igreja proclama esta mensagem com ardor renovado, utilizando novos métodos e novas expressões”, disse o Santo Padre.
Com o espírito da “nova evangelização”, continuou, a Igreja leva esta mensagem a todos e, de modo especial, àqueles que, mesmo sendo batizados, se distanciaram da Igreja e vivem sem ter a vida cristã como referência.
Francisco observou que o Congresso Eucarístico Internacional oferecerá a oportunidade de “experimentar e compreender a Eucaristia como um encontro transformador com o Senhor em sua palavra e em seu sacrifício de amor, a fim de que todos possam ter vida, e vida em abundância” (cf. Jo 10,10).
Em seguida, o Papa disse que o encontro com Jesus na Eucaristia será fonte de esperança para o mundo se, transformados pela força do Espírito Santo à imagem daquele que encontramos, “acolheremos a missão de transformar o mundo dando a plenitude de vida que nós mesmos recebemos e experimentamos, levando esperança, perdão, cura e amor àqueles que necessitam, em particular, aos pobres, aos deserdados e aos oprimidos, partilhando com eles a vida e as aspirações e caminhando com eles em busca de uma autêntica vida humana em Cristo Jesus”.
Francisco concluiu confiando o próximo Congresso Eucarístico Internacional à Virgem Maria. Pediu que rezassem por ele e a todos concedeu sua Bênção apostólica. (RL)

27 de setembro de 2014 at 11:23 Deixe um comentário

Reflexão de São Vicente de Paulo – 27 de Setembro

Dos Escritos de São Vicente de Paulo, presbítero: “O serviço dos pobres deve ser preferido acima de tudo”

A nossa atitude para com os pobres não se deve regular pela sua aparência externa nem sequer pelas suas qualidades interiores. Devemos considerá-los, antes de mais, à luz da fé. O Filho de Deus quis ser pobre e ser representado pelos pobres. Na sua paixão, quase perdeu o aspecto de homem; apareceu como um louco para os gentios e um escândalo para os judeus. Todavia, apresentou-Se a estes como evangelizador dos pobres: Enviou-Me para evangelizar os pobres. Também nós devemos ter os mesmos sentimentos de Cristo e imitar o que Ele fez: cuidar dos pobres, consolá-los, socorrê-los e recomendá-los.

Cristo quis nascer pobre, chamar para sua companhia discípulos pobres, servir os pobres e identificar-se com os pobres, a ponto de dizer que o bem ou o mal feito a eles o tomaria como feito a Si mesmo. Deus ama os pobres, e por conseguinte ama também aqueles que os amam. Na verdade, quando alguém tem especial afecto a uma pessoa, estende também este afecto aos seus amigos e servos. […]

O serviço dos pobres deve ser preferido a todos os outros e deve ser prestado sem demora. Se durante o tempo de oração, tiverdes de levar um medicamento ou qualquer auxílio a um pobre, ide tranquilamente, oferecendo a Deus essa boa obra como prolongamento da oração. E não tenhais nenhum escrúpulo ou remorso de consciência se, para prestar serviço aos pobres, tivestes de deixar a oração. De facto não se trata de deixar a Deus, se é por amor de Deus que deixamos a oração: servir um pobre é também servir a Deus.

A caridade é a máxima norma, e tudo deve tender para ela; é uma grande senhora: devemos cumprir o que ela manda. Renovemos, portanto, o nosso espírito de serviço aos pobres, principalmente para com os mais abandonados. Esses hão-de ser os nossos senhores e protectores.

26 de setembro de 2014 at 11:50 Deixe um comentário

Papa Francisco no Twitter

25/09/2014
Jesus compreende as nossas fraquezas, os nossos pecados; e nos perdoa, se nós nos deixarmos perdoar.
23/09/2014
Quando falta Deus numa sociedade, mesmo a prosperidade aparece acompanhada por uma terrível pobreza espiritual.
20/09/2014
Queridos jovens, escutai dentro de vós! Cristo bate à porta do vosso coração.

26 de setembro de 2014 at 11:45 Deixe um comentário

Posts antigos Posts mais recentes


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 309 outros seguidores

Categorias