AS BEM-AVENTURANÇAS

19 de setembro de 2010 at 7:01 Deixe um comentário

 

” Vendo aquelas multidões, Jesus subiu à montanha. Sentou-se e seus discípulos aproximaram-se dele. Então, abriu a boca e lhes ensinava, dizendo:”

 As bem-aventuranças são sinônimos de felicidade. É uma recompensa de Deus para os que buscam em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça. No Sermão da Montanha ( Mt 5, 3-12 ), Jesus ensina o caminho pra se chegar às bem-aventuranças: são graças que alcançamos, algumas vezes pelo sofrimento. Mas nosso Senhor vem confortar o coração dos que sofrem com a promessa das bem-aventuranças. As bem-aventuranças elevam nossa esperança ao céu, onde Deus definitivamente “ enxugará toda a lágrima de seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição.”

Nós temos o desejo natural de felicidade, que o próprio Deus colocou em nosso coração, para que pudéssemos buscá-lo, já que essa felicidade plena só conseguiremos encontrar  N’Ele. Embora fôssemos chamados à felicidade, fomos feridos pelo pecado e necessitamos totalmente de Deus, que é o nosso Salvador. Mesmo que tenhamos riqueza, poder, beleza, fama, saúde, esses não são bens suficientes para preecher o vazio que está em nosso coração, que o pecado provocou e que só Deus pode preencher.

Jesus subiu ao Monte e ensinou sobre as bem-aventuranças:

Bem aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o Reino dos Céus!”( Mt 5, 3 )  Santo Agostinho explicou assim esse versículo:” O orgulhoso procura o poder terreno, ao passo que o pobre em espírito busca o Reino dos Céus”. O coração pobre não é soberbo,orgulhoso, arrogante, rancoroso, mas é humilde e se dispõe a perdoar e amar sempre.

Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados!” ( Mt 5, 4) Uma grande multidão sempre acompanhava Jesus e havia muitos doentes entre eles. Jesus se compadecia de todos: curava, libertava e consolava-os de suas aflições. Jesus promete a todos nós que nossas lágrimas se converterão em consolo no Reino dos Céus, mas já aqui nesse mundo podemos sentir essa consolação de Deus, quando pessoas ao nosso lado,  nos ajudam a suportar os momentos difíceis.

“Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra!”(Mt 5,5)  Jesus diz: “ porque eu “sou manso e humilde de coração”. Jesus nos dá o exemplo de mansidão em tudo; em suas ações, em seu olhar,em sua  palavra… São Paulo diz: seja “ condescendente com todos, capaz de ensinar, paciente em suportar os males.”( 2 Tm 2,24 ) Agir com mansidão nos abre um largo caminho junto às pessoas e, aos bens materiais e espirituais.

“ Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados!”( Mt 5, 6 ) Jesus conviveu com seu pai terreno- São José, que a Palavra de Deus descreve como um homem justo, de bem ( Mt 1, 19 ). Ser justo ajuda na convivência e fortalece as relações familiares e, também com as outras pessoas. Ser justo é andar na verdade, é  tratar a todos com igual dignidade, pois todas as pessoas têm a mesma origem e a mesma natureza e, todos são resgatados pelo sacrifício na cruz.

“ Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia!”( Mt 5, 7 )  Maria Santíssima exaltou Deus no Magnificat porque “sua misericórdia se estende de geração em geração”( Lc 1, 50 ) Deus tem misericórdia de todos nós, de nossos antepassados e de todos o que virão depois de nós. Jesus pede que a exemplo do Pai sejamos misericordiosos com todos: “ Sede misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.”( Lc 6, 36 )  A misericórdia procede do amor e nos faz compreender que precisamos não só dar o perdão a todos que nos ofenderam, mas também receber o perdão de Deus e de nossos irmãos.

“ Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus!” ( Mt 5, 8 ) Os de coração puro são aqueles que tem um coração de criança, isto é, sem malícia, que conseguem ver bondade nas pessoas. Jesus disse: “…quem não receber o reino de Deus como uma criancinha nele não entrará.” ( Lc 18, 17 ) Deus quis se revelar em Jesus Cristo. Quem tem o coração puro vê Jesus, ouve Jesus, ama Jesus. São Pedro reconheceu a divindade de Jesus, pois ele tinha o coração puro e simples. São Pedro viu Deus na bondade de Jesus, na misericórdia de Jesus, no poder de Jesus, no amor de Jesus: “ Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!”( Mt 16, 16 )

“ Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!”( Mt 5, 9 ) Os promotores da paz, os que unem, os que congregam, os que não tomam partido,os que não discriminam são chamados pacíficos. O Pai é reconhecido no filho por se parecer com ele. O livro de Isaías, capítulo 9, versículo 5 fala: Deus “ … se chama: Conselheiro admirável, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da paz.”  Deus é paz: ser pacífico é ser filho de Deus.

“ Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus!”( Mt 5, 10 ) Deus é justo em tudo o que faz. ( Dt 32,4 ) Se buscamos viver com retidão, incomodamos aqueles que vivem na falsidade.Os mártires da Igreja  Católica sofreram perseguição, por causa da proclamação da verdade e da justiça de Deus. São Paulo é firme em seu ensinamento: “ Acaso não sabeis que os injustos não hão de posssuir o Reino dos Céus?” ( 1 Cor 6, 9 ) Ser justo, portanto, abre-nos as portas do Reino dos Céus.

“ Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos peseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.”( Mt 5, 11-12 ) Sofrer pelo nome de Jesus deve ser uma honra e uma alegria para os cristãos. As calúnias de que somos vítimas por causa da pregação do Evangelho, deve nos dar força e não nos fazer desanimar; pois o caminho, como discípulo de Jesus é o mesmo do Mestre, que foi perseguido, humilhado e caluniado.( Mt 10, 24 ) Mas que foi exaltado e glorificado por Deus com a Ressurreição.

O Papa João Paulo II resumiu assim as verdades  das bem-aventuranças: “Jesus não só proclama as Bem-aventuranças. Ele vive as Bem-aventuranças. Ele é as Bem-aventuranças. Olhando para Ele, descobrireis o que significa ser pobre em espírito, manso e misericordioso, aflito, ter fome e sede de justiça, ser puro de coração, promover a paz, ser perseguido. Eis por que Ele tem o direito de dizer:  “Vinde, segui-me!”. Ele não diz simplesmente:  “Fazei o que vos digo!”, mas sim:  “Vinde, segui-me!”.

Nossa Senhora é modelo das bem-aventuranças para todos os cristãos. Que ela nos ensine a buscar sempre mais e mais o Reino de Deus e sua justiça.

 

O Testemunho

No ano de 1997, numa peregrinação à Jerusalém, pude sentir na montanha onde Jesus proclamou as bem-aventuranças, a força da Palavra de Deus. O lugar que Jesus escolheu para fazer esse sermão é repleto de paz, serenidade e presença de Deus. Estar nesses lugares onde Jesus passou, é viver um pouco do céu aqui na terra: é sentir a alegria das bem-aventuranças.

Senhor Jesus, fortaleça e nos dê coragem, para que possamos ser cristãos cumpridores da sua Palavra que é vida e verdade e, o caminho pra se chegar ao Reino dos Céus.

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

A FAMÍLIA ZAQUEU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Arquivos

ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se aos outros seguidores de 373

Categorias


%d blogueiros gostam disto: