A Cura do Paralítico – Sétimo Domingo do Tempo Comum – São Marcos 2, 1-12

13 de fevereiro de 2012 at 13:44 Deixe um comentário


Alguns dias depois, Jesus entrou novamente em Cafarnaum e souberam que ele estava em casa. Reuniu-se uma tal multidão, que não podiam encontrar lugar nem mesmo junto à porta. E ele os instruía. Trouxeram-lhe um paralítico, carregado por quatro homens. Como não pudessem apresentar-lho por causa da multidão, descobriram o teto por cima do lugar onde Jesus se achava e, por uma abertura, desceram o leito em que jazia o paralítico. Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico: “Filho, perdoados te são os pecados.” Ora, estavam ali sentados alguns escribas, que diziam uns aos outros: “Como pode este homem falar assim? Ele blasfema. Quem pode perdoar pecados senão Deus?” Mas Jesus, penetrando logo com seu espírito nos seus íntimos pensamentos, disse-lhes: “Por que pensais isto nos vossos corações?  Que é mais fácil dizer ao paralítico: Os pecados te são perdoados, ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e anda?  Ora, para que conheçais o poder concedido ao Filho do homem sobre a terra (disse ao paralítico),  eu te ordeno: levanta-te, toma o teu leito e vai para casa.”  No mesmo instante, ele se levantou e, tomando o leito, foi-se embora à vista de todos. A multidão inteira encheu-se de profunda admiração e puseram-se a louvar a Deus, dizendo’: “Nunca vimos coisa semelhante”.

A multidão que seguia Jesus – Muitas pessoas seguiam Jesus ( Jo 6,5), para ouvi-Lo. Jesus pregava a boa nova do Reino; acolhia a todos; instruíam-nos e dava o perdão dos pecados… .   Os seus ensinamentos eram sempre acompanhados de cura, milagres e prodígios. Porque a Palavra de Jesus  tem o poder de curar, libertar e salvar. Porque Jesus é o Verbo- a Palavra ( Jo 1, 14).

Em Cafarnaum onde aconteceu a cura do Paralítico não era possível entrar na casa onde Jesus estava, pois a multidão se aglomerava na porta para vê-lo ( V. 2). Mas o Paralítico, ajudado pelos seus amigos, não se intimidou com a multidão, nem com as dificuldades físicas, mas buscou chegar bem próximo do Senhor para ser curado de sua enfermidade.

Nós precisamos também como o paralítico ter paciência e perseverança na oração ( 1 Ts 5, 17-18) para superarmos os obstáculos que nos impedem de receber  a cura e a libertação que buscamos. Não devemos desanimar e nem perder a fé, mas insistir na oração para receber o milagre da parte do Senhor.  Algumas doenças nos deixam com uma sensação de fracasso e de limitação, como uma paralisisa emocional mesmo, por isso a oração é importante pois ela nos dá  coragem e esperança para assim alcançar a cura para a nossa enfermidade.

Os quatro amigos do Paralítico desceram-no pelo teto -O Paralítico era cercado de pessoas que queriam o seu bem. Quando viram que não conseguiam passá-lo pela porta por causa da multidão, seus amigos desceram-no pelo telhado da casa,em sua própria cama.( Mc 2, 4) Jesus ficou admirado pelo tamanho de sua fé.

Muitas vezes somos esses amigos, que estão próximos e que podem ajudar as pessoas que têm incapacidade física, emocional ou espiritual. O Papa João Paulo II disse “Segundo a fé e a razão, a dignidade da pessoa é irredutível às suas faculdades ou às capacidades que possa manifestar e, portanto, não diminui quando a própria pessoa é frágil, inválida e necessitada de ajuda”.

Pela cura do Paralítico podemos ver que algumas curas se realizam pelos atos de fé, bondade e caridade que praticamos junto aos nossos irmãos que se encontram doentes. Hoje com facilidade descartamos as pessoas de nossas vidas, abandonando-as. Geralmente são doentes acamados ou idosos. Nós cristãos necessitamos mudar essa triste história.  Jesus nos convida a amar o próximo como Ele mesmo nos ama. A Palavra diz: “Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. Nisso todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.”( Jo 13, 34-35)

O Papa Bento XVI  ensinou-nos: “O doente não é só um corpo marcado pela fragilidade, mas antes de tudo uma pessoa, a quem dedicar toda solidariedade e oferecer respostas adequadas e competentes”.

Jesus perdoa os pecados do Paralítico- Jesus veio ao mundo sofreu, morreu e ressuscitou para nos salvar da condenação eterna, por causa de nossas faltas. A missão salvífica de Jesus foi profetizada por S. João Batista, no Rio Jordão, por ocasião do Batismo do Senhor: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.” ( Jo 1, 29) Jesus quer sempre nos dar o perdão dos nossos pecados, basta buscá-lo no sacramento da Confissão, de coração arrependido e humilhado.

O Catecismo da Igreja ensina ( 620): “ A nossa salvação deriva da iniciativa de amor de Deus para conosco, pois “ foi Ele quem nos amou e enviou seu Filho como vítima de expiação pelos nossos pecados” ( 1 Jo 4, 10)

Jesus fez e ainda faz hoje também, através do seu Espírito Santo, muitos milagres, curas, libertações… E também nos ensina sobre o Reino dos céus. Tudo isso poderíamos dizer que tem um importante e precioso objetivo: se somos pessoas sãs, libertas e conhecedores da Palavra, resistiremos a tentação  de pecar. E se pecarmos buscaremos  o perdão de Jesus no sacramento da Confissão . E perdoados por Ele seremos salvos. E foi por isso que Jesus veio; para nos salvar, dando-nos o perdão dos pecados.

A cura mais importante do que a cura da paralisia física que prendia aquele homem à cama e o impedia de andar, era a cura da paralisia da alma (o pecado).  E Jesus deu  a ele o perdão de seus pecados, antes mesmo da cura física para libertá-lo da paralisia espiritual: “ Filho, perdoados te são os pecados.”( V. 5) O Papa Bento XVI ensina: ”Com efeito, Deus quer curar o homem todo, e no Evangelho a cura do corpo é sinal da purificação mais profunda, que é a remissão dos pecados.”

O Milagre– Jesus curou o Paralítico naquela humilde casa de Cafarnaum. Jesus com o poder de suas palavras fez o Paralítico sair da cama e andar: “eu te ordeno: levanta-te, toma o teu leito e vai para casa.”( Mc 2, 11) O Paralítico levantou, pegou a cama e foi para casa. Todos ficaram maravilhados com o milagre que Jesus realizou. Jesus Cristo fez o paralítico andar. O poder de Jesus não se esgota nunca. Jesus é Deus. Hoje podemos pedir a cura de nossas enfermidades ao Senhor, e creiamos firmemente que Ele nos atenderá como fez com o Paralítico.

Os amigos do Paralítico creram que Jesus Cristo tinha o poder de fazer milagres e o levaram até Jesus. Mesmo com dificuldades, desceram-no pelo teto da casa. Porque creram, isso foi levado em conta.  A Palavra diz: “Tende fé em Deus. Em verdade vos declaro: todo o que disser a este monte: Levanta-te e lança-te ao mar, se não duvidar no seu coração, mas acreditar que sucederá tudo o que disser, obterá esse milagre.” (11, 22-23)

O Papa Bento XVI nos alerta: “A Igreja, à qual é confiada a tarefa de prolongar no espaço e no tempo a missão de Cristo, não pode desatender estas duas obras essenciais: evangelização e cura dos doentes no corpo e no espírito”.Os sacramentos são graças que o Senhor deu a sua Igreja  para ajudar na cura e libertação do doente e, também tirá-lo da paralisia que a enfermidade o colocou. Para que assim ele volte a ter ânimo e coragem para viver e ser feliz novamente.

  A caridade e a oração dos irmãos também são instrumentos importantíssimos de cura e também servem de consolação para os doentes.  A Palavra de Deus diz: “Tua caridade me trouxe grande alegria e conforto, porque os corações dos santos encontraram alívio por teu intermédio, irmão.” ( Fm  7)

Há muitos casos hoje de doenças emocionais, que aprisionam e paralisam homens e mulheres, deixando inacabados seus projetos e minando suas esperanças de uma vida melhor. Há pessoas que por causa da depressão, não conseguem sair de seus quartos com medo, angustiados e tristes. Nesse momento é importante que aqueles que estão ao redor do doente, como fizeram os amigos do Paralítico, busquem auxílio na Igreja, além é claro, dos cuidados médicos. Devem-se chamar as pessoas que tem o ministério de orar com o doente; recorrer ao Ministro para levar a Eucaristia em casa; pedir ao Sacerdote a unção com o Óleo dos Enfermos e, encaminhar também para o sacramento da Confissão.

A Palavra diz:  “Alguém entre vós está triste? Reze! Está alegre? Cante.  Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. A oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o restabelecerá. Se ele cometeu pecados, ser-lhe-ão perdoados.  Confessai os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados. A oração do justo tem grande eficácia”.(Tg 5, 13-16)

Foi Maria Santíssima a primeira pessoa a crer, confiar e testemunhar que Jesus tem poder para fazer milagres muito mais do que imaginamos. Um exemplo é o milagre das Bodas de Caná.  ( Jo 2, 1-!2) Porque o Nosso Senhor Jesus Cristo tem poder para  perdoar  todos os nossos pecados, dando-nos a vida eterna, fica fácil compreender então que é muito mais simples para Jesus fazer curas e milagres  em nossa vida.

Testemunho

Já faz alguns anos que cuido  de uma irmã que teve AVC e por isso ela tem dificuldades de locomoção e raciocínio. Embora ela esteja numa situação de paralisia, dá para perceber que a vida dela tem sido bem melhor e mais feliz desde o momento que ela ficou assistida na sua enfermidade.

Oração

Oremos com o Salmo 102, 2-3: ” Bendize, ó minha alma, o Senhor, e jamais te esqueça de todos os seus benefícios. É Ele que perdoa as tuas faltas, e sara as tuas enfermidades.”

Dá-nos, Senhor, o dom da fé para buscarmos em Ti a cura dos males do nosso corpo, da nossa mente e da nossa alma.

Ó Senhor, cura e liberta-nos da paralisia que nos mantém presos aos vícios, aos ressentimentos, às doenças, ao pecado.

Ó Maria Santíssima, intercedei a Jesus por milagres em nossa vida, na vida de nossos familiares e na vida de nossos amigos.

Jane Amábile – Com. Divino Espírito Santo

About these ads

Entry filed under: Reflexão da Palavra. Tags: .

Se errei – Rinaldo e Samuel Oração dos pais pelo seu filho enfermo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


ADMINISTRADORA DO BLOG:

Jane Amábile

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 112 outros seguidores

Categorias


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 112 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: